domingo, 11 de novembro de 2012

Circuito Correr e Caminhar: mega treino de subidas!

O site da prova dizia: “Dificuldade dos percursos das corridas: de moderado a difícil, com aclives e declives. Percurso 10k misto asfalto e terrada.” Muita gente não leu. Eu li, mas fazer o que, já estava inscrito, aliás, inscrição gratuita e não tinha nada a perder. Do pouco que eu conhecia o Jardim Botânico de São Paulo, nem imaginava que poderia ter tanta subida e descida como no percurso do Circuito Correr e Caminhar para Viver Bem que aconteceu neste domingo. Treinar subidas é ótimo, especialmente quando você tem pela frente uma prova deste tipo, como é o caso do percurso irregular da Maratona de Curitiba na próxima semana. Como meu tempo de 01:08:25 não foi nenhum exemplar digno de figurar me livros de recordes, serviu para ensinar as pernas que quem manda aqui sou eu, e quando eu digo que é para subir, suba. Tipo, I say ‘jump’, you say ‘how high, sir?’

Horários meio estranhos, mas compreensíveis: caminhada e corrida 5K largavam às 08:00 e a corrida 10K às 09:00. Pelo menos o circuito ficou mais tranquilo, pois a dispersão dos corredores e caminhantes foi muito rápida, apenas um pouco de atraso na largada devido à lenta entrega de chips. A prova inteira aconteceu nas dependências
do Jardim Botânico, por alamedas e trilhas para cima, para baixo, para os lados e em ritmo insano. Tudo bem sinalizado, mas a chuva do dia anterior deixou alguns pontos com bastante lama, cuidado redobrado para os desastrados como eu, que nem podem imaginar uma lesão neste momento. Seguíamos em fila dupla pela mata adentro, parecendo um bando de Hobbits fugindo dos Orcs da Terra Média. Minha semelhança com o Frodo termina aí, eu não tinha intenção nenhuma de queimar o anel ao final da jornada (sem trocadilhos, por favor, este blog é sério).

Árvores cercavam o percurso em todos os pontos, provendo uma sombra deliciosa para correr. Lá pelo Km 5 um fato inédito: um grupo de patos (ou seriam marrecos?) resolveu “migrar” de um lago para outro, atravessando o circuito. Patos folgados,
embicaram na pista e cruzaram em grupo! Mas você não vai quere arranjar briga com um pato, muito menos com um grupinho deles, certo? Consegui até acelerar antes deles passarem, senão ia voar pena (dos patos, é claro). Daí para a frente o percurso se repetia em mais uma volta, ou seja, todas as pirambeiras que ficaram para trás voltaram ainda mais íngremes.

Mas a pior de todas foi a do Km 6, o negócio só terminava na placa de Km 7 e parecia não ter fim. Dentro da trilha pela mata meu MP3 player tocava Chris Rea, “Road To Hell”, e eu só consegui pensar em uma palavra para descrever a música: apropriada! Percebi também que vestir uma camiseta diferente te transforma em um alvo, e como eu estava com a laranja da Maratona do Rio, parece que muitos me “adotaram” como coelho em diversos pontos. E como bom coelho, fugi de muitos deles.

Prova legal, bem organizada, bonita medalha, estacionamento no local. O percurso foi um dos mais incríveis e difíceis que eu já encarei, minhas pernas estão doendo como se tivesse sido uma meia maratona. Mas esta aqui comemora a medalha de número 150, então tinha que ser suada mesmo. E para completar, conheci blogueiros que já eram famosos nos comentários e nas nossas leituras, como sempre gente muito legal: Leonardo do Pisando Por Aí, Rafael Marrone e o Corretor Corredor.


Diabetes

O evento contava com o patrocínio de uma grande empresa do ramo farmacêutico, e o tema foi a conscientização para um dos piores males da vida moderna, o Diabetes. Por falar nisso, seus exames estão em dia? Mesmo correndo e praticando atividade física, não brinque com doenças silenciosas, que só dão o alerta quando é tarde demais. Para esta específica, visite o site Diabetes Nós Cuidamos do patrocinador da prova

Tudo perfeito, se não fosse a Legião da Má Vontade (LMV)

No momento da retirada do kit, percebi que a camiseta tamanho G viraria um “top” para mim, não devido à barriga, mas à minha altura. Pedi para trocar, e o mau humorado que me atendia disse que não poderia mais, pois “estava aberta”. Bom, não lembro da camiseta ter sido entregue lacrada, mas talvez meu DNA tenha contaminado o material. Bom, camiseta entregue e já direcionada para a sacolinha de doações, alguém com certeza vai precisar. Ah, e se você é da organização da prova, eu não gosto de usar palavreado pesado nos posts, então me manda um e-mail e eu te explico o que pode ser feito com as camisetas que sobraram.

E lá vem outra Maratona

Longa estória, se eu sobreviver na próxima semana, quem sabe consiga relatar os fatos. Não estava nos planos e treinar sem planejamento, com pouco tempo, além de trabalhar mais do que deveria, não é uma boa ideia no caso dos 42 Km.

Mas como dizem, missão dada...

17 comentários:

  1. Olá Rinaldo, já que você vem aqui semana que vem, vamos tentar nos encontrar?
    Vamos tirar uma foto juntos e quero te dar um abraço e te desejar sucesso na prova.
    No meu blog tem o "fale conosco" passa lá teu email para combinarmos, quem sabe nõa consigo fotografar sua chegada!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luiz,

      Legal, vou pensar em algum lugar para combinarmos, não conheço a área da prova, mas eu te mando as coordenadas. Ah, com certeza você consegue fotografar minha chegada, na minha super velocidade não vai ser difícil.

      Abraço!

      Excluir
  2. Realmente essa prova foi pesada, mas foi muito bacana. Infelizmente não consegui me inscrever nos 10k por que tinha esgotado, mas mesmo assim os 5k era caprichado de subida e trilha. Um coisa que fiquei meio assim é que pelo que me disseram, o percurso não deu 5k, mas sim 4.200m, isso explica meu tempo "tão bom" para uma prova dessas. Tive problemas com a camiseta também, mas acabaram trocando (trocaram por uma errada, mas trocaram). E uma coisa que me deixou chateado foi a falta de solidariedade do pessoal dos 10k com que estava atrasado tirando o chip para os 5k, um amigo meu teve que correr de mochila porque não teve tempo de usar o guarda volumes... Tirando tudo isso, gostei bastante da prova. Parabéns, seu blog é muito bom, vou incluir na lista de leituras diarias. Forte Abraço

    http://xmeucaminhox.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A retirada de chip foi realmente bagunçada, por sorte cheguei cedo, mas muita gente teve problemas, como os que você relatou. Mesmo assim, a prova foi bem bacana.

      Vou incluir seu blog também, só as leituras continuam atrasadas.

      Abraço!

      Excluir
  3. Rinaldo parabens , e estou na torcida por Curitiba...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu vizinho, agora não tem mais jeito!

      Abraço!

      Excluir
  4. Grande Rinaldo, foi um prazer ter te conhecido pessoalmente, e ter feito essa pequena reunião de corredores/blogueiros, chatos que só metem o pau nas coisa rsrsrsrsrsr e é isso que iremos fazer, principalmente nessas provas de valores absurdos.

    A prova foi dolorida mesmo, mas como grandes guerreiros, estavamos lá de pé, eu cheguei meio baleado mas estava lá rsrsrs

    Forte Abraço

    Léo

    www.pisandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Léo,

      Muito legal ter conhecido você e os outros blogueiros, com certeza a gente se vê nas próximas!

      Abraço e bons treinos!

      Excluir
  5. Que linda prova, amigo, parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu! Realmente a prova foi bem bonita, não é todo dia que conseguimos um percurso entre árvores e natureza.

      Abraço e bons treinos!

      Excluir
  6. Grande Rinaldo,
    muito bom e engraçado seu seu relato sobre a corrida, até a próxima...
    Grande Abraço
    Att,
    Rafael Marrone
    http://marroneocorredor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As piadinhas são para compensar as dores nas pernas!

      Abraço e a gente se vê nas próximas!

      Excluir
  7. Oi, Rinaldo.
    Parabéns pela conclusão de mais uma prova. Adorei as fotos. O local parece incrível para uma corrida. ;)
    E, bora correr em Curitiba. Força lá!
    Abraço
    Helena
    http://correndodebemcomavida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu amiga, qualquer dia desses eu arranjo uma prova aí em Florianópolis!

      Abraço!

      Excluir
  8. Olá Rinaldo.
    Se puder, passa na tenda da G% esportes. Estarei por lá com meus colegas. Acho que é o jeito mais fácil de te abraçar e desejar uma boa prova.
    Boa viagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ops, digitei errado é G5 haha

      Excluir
    2. Legal Luiz, vou procurá-lo, a gente se vê lá!

      Excluir