segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Volkswagen Run 2012: Der Lauf!

Meu conhecimento do idioma alemão é tão bom quanto a minha performance na pista, então se a minha tentativa de fazer alusão ao slogan da montadora (“Das Auto” – “O Carro”) para dizer “A Corrida” estiver errado, por favor me corrija. Ou se não souber alemão, explique como eu consigo terminar este ano sem mais um resultado horrível e jogar todos os tênis fora, partindo para esportes mais moderados, tipo bocha ou pebolim. Na Volkswagen Run deste último final de semana, mais um resultado que não me agradou, ainda tentando voltar ao ritmo enquanto aguento o stress do final de ano.

Eu nem me preocupei em parar o relógio, ou se parei nem olhei, mas parte da boa organização da Latin Sports é enviar um torpedo para o seu celular informando seu tempo de prova. No total dos 10 Km pelas ruas, alamedas e até linha de montagem da fábrica da montadora em São Bernardo do Campo, SP, levei 01:05:08 (e 6 décimos de segundo, aí sim eu me irritei de verdade!). Mas para quem acompanha este blog, sabe que nesta distância é um número até que normal para mim. Por que o desapontamento com o resultado, então? Simples, nesta prova sempre dá para apertar um pouco mais e fazer tempos melhores, tendo inclusive já conseguido fazer abaixo de 1 hora. Só que continuando a novela Comer-Trabalhar-Dormir, mais uma semana às avessas levou a um resultado abaixo (ou acima em termos de tempo) do esperado.

A prova é ótima. Para quem gosta de dizer “eu não pago R$ 80,00 em uma inscrição”, mas paga um pouco menos em provinhas mixurucas, só posso dizer que está perdendo uma oportunidade e tanto. O kit vem em uma excelente sacola com o logo da prova, contendo número de peito em formato de placa de automóvel, cadarço elástico, camiseta Fila e meias de tecido tecnológico da Track & Field. Por
menos que eu goste de badulaques em kits, estes são úteis, além da toalha (de banho) pós-prova e da bela medalha. O estacionamento da fábrica é liberado e bem sinalizado, e se você parar nos mais distantes, ônibus de fretamento te levam até a arena. E ainda tem a possibilidade de ganhar um carro 0 Km, que todo ano é sorteado e que eu como sempre não ganhei. Então, vale ou não o preço? Tem gente que pagou mais que isso e vai receber em breve no kit de um prova apenas uma camisetinha vagabunda e um pacote de café.

Apesar da forte onda de calor em São Paulo nos últimos dias, o sol deu uma trégua e até um chuvisco fraco caiu pouco antes da largada. Infelizmente a umidade do ar continuava alta, e quem transpira muito, como é o meu caso, sofre nestas condições. O percurso é o de todo ano, sobe e desce rampas e mais rampas pela planta da fábrica, sendo o ponto alto (em todos os sentidos) a passagem pela linha de montagem do Gol no Km 7. Depois disso é só descida e dá para
compensar um pouco os tempos, sem estourar os joelhos, é claro. Hidratação farta, marcadores de ritmo, boa sinalização e estrutura geral.

Esta foi a 6ª. edição da prova, e só não participei da 4ª. devido à outra prova no mesmo dia. Percebi que continua bem agitada, mas senti falta de algo pelo percurso: nos outros anos diversas fileiras de carros eram colocadas em alguns pontos, o que dava uma sensação legal de estar dentro “da casa” do fabricante. Acho que o cenário ficou um pouco mais chato neste ano, fica de sugestão voltar à decoração automobilística das outras edições.

Guarde seus pertences... na chapelaria?

Derrapada 1: Pouco antes de entrar no ônibus do fretamento, um corredor perguntou se havia algum lugar para deixar a mochila. A garota que organizava a fila perguntou a outra pessoa se havia “chapelaria” na área do evento, e na indecisão, acabou dizendo ao atleta para deixar os pertences no carro. No próximo kit, onde tiver um tíquete escrito “Guarda-Volumes”, leia-se “Chapelaria”, igual a da balada, ok? O máximo que uma corrida vai ter será uma “Bonélaria”...

Derrapada 2: na hora de retirar a minha bagagem, eu disse várias vezes para garota da Chapelaria, quer dizer, do Guarda-Volumes, que era uma “mochila preta”. Ela pegou todas mochilas de todas as cores existentes na paleta Pantone, menos “preto”. Acho que imaginou que a mochila ia trocar de cor enquanto eu corria. Ou talvez ela só enxergasse em 50 tons de cinza.

Mais pérolas para o folclore das corridas...

O ano e o mundo estão acabando

Lá vem a última do ano, a famigerada Sargento Gonzaguinha, ou se fizer sol, “prova do corredor bem passado ou ao ponto”. Em pleno mês de dezembro, sem sobra em quase todo o percurso de 15 Km largando às 07:45 da manhã, não é fácil. Pelo menos é totalmente plana, de fácil acesso para mim, perto de estação do Metrô e correndo pela Zona Norte da cidade. Depois disso, correr só em 2013, se o mundo não acabar.

Afinal, não tem nada mais no calendário deste ano que mereça minha atenção.

Auf Wiedersehen!

E eu sei tanto assim de alemão para abusar no post? Na verdade, eu usei o “Gugou” e aprendi mais umas palavrinhas. “Gugou é meu buscador, nada me faltará!”, como já dizia o ditado. E se você quiser saber aonde é a Alemanha, sede da Volkswagen, use o “Gugou Êrrf”.

Blog de corrida também é cultura!

P.S.: agradecimentos à corredora Raquel que é fluente em alemão e ajudou a corrigir o título do post. Valeu Raquel!

10 comentários:

  1. Pô, Rinaldo, não desdenha. Não é café, é capuccino enriquecido com cálcio...

    Parabéns pela participação na VW Run e pela temporada 2012.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, agora melhorou, já que é capuccino talvez eu até participe da prova...

      Valeu Namiuti, não li seu relato completo ainda, mas parabéns pela Pampulha.

      Abraço!

      Excluir
  2. E aí, Rinaldo, blz?

    Esse fim de semana estaremos juntos na Sargento gonzaguinha. A largada será mesmo as 07:45???

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal, a gente se vê lá.

      No site da prova já consta o novo horário de largada. Acesse:

      http://www.yescom.com.br/corridadesaopaulo/2012/portugues/

      Para variar, ninguém foi comunicado.

      Abraço!

      Excluir
  3. Olá Rinaldo.
    A Corrida pode até ter sido sofrível para você, mas ler o seu post me fez o dia muito feliz.
    Que sarcasmos. Você sera um excelente redator d eprograma de humor inteligente (não as baixarias comerciais que empurram goela abaixo do povo).

    Felicidades

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Luiz!

      Gostei da sua sugestão, vou me candidatar à alguma vaga de humorística sarcástico. Mas como a audiência prefere bobagens, pegadinhas e baixarias, acho que eu ia morrer de fome.

      Abraço e bons treinos!

      Excluir
  4. Parabéns pela prova, realmente essa vida de trabalhar muito e dormir pouco esta prejudicando a muitas pessoas, mas força e boa sorte na próxima prova.

    www.temposminimos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Rafael!

      Só agora eu sinto o peso da falta de descanso, mas não tem jeito, preciso de um emprego de gente normal para pagar as contas (e as inscrições de corridas também).

      Abraço!

      Excluir