segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Circuito Longevidade: correndo no mar vermelho

Provas já tradicionais em diversas cidades, o Circuito da Longevidade patrocinado pela Bradesco Seguros teve sua etapa São Paulo neste último domingo. Mesmo correndo os 10 Km no sábado e forçando para chegar antes de 1 hora de prova, foi possível participar desta edição correndo 6 Km e caminhando mais 3 Km na sequência.

As inscrições são pelo preço módico de R$ 20,00 para corrida e R$ 10,00 para caminhada, sendo que a primeira inicia às 07:30 e a segunda às 08:30. Já que não há nada no regulamento que impeça participar de ambas, fiz como vários outros corredores, inscrevendo nas duas. Antes que alguém diga “tirou a vez de alguém”, eu não tirei nada de ninguém uma vez que compareci. Muita gente faz inscrição em eventos gratuitos ou de preço acessível e depois desiste, isto sim é prejudicar quem realmente estava a fim de ir.

Um dos atrativos da prova, além da organização, é um bicicletário fechado para quem vai de bike. Não é tão perto assim de casa, mas eu estava disposto a pedalar até lá e voltar, além de correr e caminhar, é claro. Mas ao lembrar da linda região do Mercado Municipal, com seu lixo todo espalhado pelas vias, mais os desocupados na região do Glicério, desanimei e achei melhor não fazer minha bicicleta correr este risco. Uma vergonha esta cidade ter um evento do tamanho da Copa do Mundo tão perto e ainda permitir um cenário pós-apocalíptico em plena região central.

Quanto à corrida, não é daquelas em que se preocupa com tempo de conclusão. Grande número de participantes, a maioria com a
camiseta vermelha tradicional da marca, muitos ali em fase de incorporar a atividade física. O jeito é correr o que dá, mesmo que envolva um ziguezague danado em alguns pontos. Apesar da subida da Av. Nazaré completei em ritmo quase igual ao do dia anterior, com 36:28 nos 6 Km. E ao final, uma grande fila para pegar frutas, isotônico e medalha, sendo que muitos pipocas entraram pelo meio e levaram o prêmio assim mesmo. Típica e costumeira falta de educação do brasileiro.

Curiosamente, na caminhada as coisas estavam mais bem organizadas, com o staff tirando os penetras do percurso antes da dispersão. Um ponto muito positivo desta prova é presentear os caminhantes com medalhas, é um incentivo e tanto para que as pessoas continuem a praticar atividades físicas e buscar uma vida menos sedentária.


Como sempre a prova foi um sucesso, e que tenha vida longa em todas as etapas!

Pista de testes

Nada melhor que uma prova curta para estrear um tênis novo. Este modelo aí da foto é o Skechers GoRun 2, que o representante da marca no Brasil me mandou de presente na semana anterior. Com tempo de testá-lo apenas na esteira, aproveitei a distância da prova para coloca-lo “na fogueira” de uma corrida. A leveza do modelo é incrível, é a primeira vez que experimento um tênis minimalista de verdade, tive apenas uma experiência não muito bem sucedida com uma marca concorrente. O Skechers GoRun 2 está aprovado, não vejo a hora de coloca-lo para outras corridas, aliás, tenho medo de não querer voltar para os modelos tradicionais. Mais detalhes em breve, recebi algumas especificações bem interessantes sobre o modelo.


10 comentários:

  1. Amo essa prova, pudesse, participaria de todas as etapas. Muitas famílias e muita gente que faz as duas modalidades. Adorei o tênis. Faz um post detalhado. Qual a concorrente que não lhe rendeu bons frutos? Blog é para nos guiar, cara: detona logo! Risos!

    www.runnerhostil.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também, já cogitei viajar para algumas outras etapas, mas nunca dá certo.

      Quanto ao outro tênis, o concorrente não era de qualidade ruim, apenas eu não me adaptei, por isso não acho que vale a pena falar mal. Prefiro dar a indicação deste aqui por enquanto.

      Abraço!

      Excluir
  2. Parabéns pela dobradinha do final de semana e pelos bons resultados, Rinaldo. Da Santos Dumont ainda não tive a oportunidade de participar, mas a etapa da Longevidade daqui é uma prova 'obrigatória' todos os anos no meu calendário. Que bom seria se existissem mais corridas assim, cujo preço não muda desde 2007... ;-)

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Santos Dumont é muito boa, percurso plano e uma prova simples, sem muitas frescuras (além de ser perto de casa).

      Quanto ao valor da Longevidade, com certeza outras provas poderiam seguir o exemplo, parceria com grandes empresas e leis de incentivo ao esporte.

      Boas corridas!

      Excluir
  3. Olá Rinaldo.

    Evento legal, pelo preço e organização excelente, muito bacana ver esse tipo de corrida que foge um pouco do "modismo" atual do mundo das corridas, pelo preço e pela organização muitas pessoas ali puderam levar familiares pra participar, até pela primeira vez.

    Acredito que te vi por lá um pouco antes da largada, mas estava meio "atrasado" pra chegar no guarda-volumes, ai não deu tempo de te chamar.

    Falou!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, esta prova esta sempre na mira todo ano quando abrem as inscrições.

      Bastante gente, eu ainda tive a sorte de encontrar alguns colegas, mas não se preocupe, nos vemos nas próximas.

      Abraço!

      Excluir
  4. Legal Rinaldo.
    Esse ano não teve edição em Curitiba. E concordo contigo, pagou e foi tá tudo certo.
    Sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vale um e-mail para o organizador, quanto mais cidades no circuito, melhor.

      Bons treinos!

      Excluir
  5. Por aqui será no próximo domingo, mas eu não irei, porque no outro findi também terá outra, daí fica demais ... (além do que torna-se oneroso, não é mesmo ?).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, mas vale a pena, não é uma prova cara e a organização é ótima. Aqui estamos com provas em todos os finais de semana até o final do ano, algumas bem salgadas para o bolso.

      Boas corridas!

      Excluir