terça-feira, 3 de junho de 2014

Você é um IRONMAN !!!

Perto das 23:00 horas do dia 25 de Maio de 2014, quando uma garoa fina e fria ainda caia em Jurerê Internacional, Florianópolis, SC, ouvi o locutor do 14º. Ironman Brasil dizer o meu nome seguido da frase que dá título ao post. Para quem acha que foram apenas 15:52:51 de tempo para concluir, é bom rever os conceitos, pois para cruzar esta linha de chegada o percurso é muito maior do que alguns imaginam, e eu aprendi isto às custas de muito sofrimento e sacrifício. Repito o que já disse várias vezes: não sou e não pretendo virar triatleta, meu único objetivo era concluir dentro do tempo regulamentar de 17 horas, e o resultado acima já estava dentro do esperado.

Antes de começar a saga, que eu vou dividir em alguns posts para não ficar cansativo nem para você nem para mim, gostaria de esclarecer um detalhe: este assunto foi mantido em “segredo” por quase 1 ano por motivos pessoais. E o motivo principal é o fato de
que nem todo mundo que acompanha o blog ou que me “adicionou” nas redes sociais, necessariamente vai com a minha cara. Fiz muitos amigos sensacionais que primeiro conheci no mundo virtual, e para não esquecer o nome de ninguém nem vou citá-los aqui, mas provavelmente você é uma dessas pessoas. Porém, como não poderia deixar de ser, teria muita gente torcendo contra e querendo que o pior acontecesse, daí foi necessário partir do princípio “não conte seus sonhos às pessoas, mostre-os”.


Então, quando começou a jornada que finalizou na linha de chegada descrita lá em cima? Na verdade foi há mais de 2 anos, quando assistindo aos especiais da rede americana de TV NBC sobre o Ironman do Havaí, eu acabei me empolgando com a ideia de completar uma prova deste tipo, nem que fosse uma única vez na vida. É claro que os fatores tempo, dinheiro, equipamento e especialmente treino pesaram bastante, mas entender e estudar a prova tornou-se um hobby para as horas vagas, e o planejamento começou a surgir. Como alguns ainda lembram, em Agosto de 2012 parte do sonho (metade, diga-se) completou-se com a realização do Ironman 70.3, conhecido como Meio Ironman por oferecer a prova em metade das distâncias. Logo após concluir, apesar de um tempo alto para os padrões da prova, fiquei meses imaginando o que seria necessário para concluir o percurso completo, afinal, como eu disse na época, detesto fazer as coisas pela metade.

A primeira modalidade do Ironman é a inscrição: em 17 minutos após as 11:00 horas do dia 07/06/2013, todas as 2.000 vagas já haviam sido preenchidas, ou melhor, todos os boletos bancários gerados. Muita gente protestou na página do organizador, mas é assim mesmo, a concorrência inicial faz parte da prova. E eu estava dentro, com um boleto de R$ 1.494,85 (US$ 700,00)
nas mãos, o qual foi imediatamente pago com o dinheiro dos cofrinhos quebrados para tal empreitada. Daria para pagar umas 20 inscrições de provas de corrida em São Paulo, mas como eu disse antes, pelo menos uma vez na vida quero enfrentar os 3,8 Km de natação, 180,2 Km de ciclismo e 42,2 Km de corrida, totalizando 226,2 Km de insanidade física.

E os treinos? Cada modalidade tem sua característica, então vamos deixar para conversar sobre isto depois, vou preparar um post para cada trecho da prova. Novamente cruzei 3 estados do país dirigindo, pois precisava transportar bike e equipamento, uma vez que minha confiança nas companhias aéreas é próxima de zero. Sem problemas, o carro aguenta e os tripulantes também, então gastamos um pouco de gasolina e pneu e tudo resolvido. Percebi ao longo da estrada, tanto na ida quanto na volta, que não fui o único, diversas vezes cruzei com veículos transportando bicicletas e atletas.

a "pequena" quantidade de equipamentos nas sacolas...

A retirada dos kits é feita nos dias que antecedem a prova, onde uma expo cheia de produtos para triathlon é montada com patrocinadores e lojas especializadas, além de um simpósio técnico com as principais características da prova. Em outras palavras, a explicação do regulamento para aqueles que insistem em não ler, e que neste formato de competição é de extrema importância. Na véspera da prova as bikes precisam ser entregues ao cuidados da organização, já posicionadas na área de transição da natação para o ciclismo, conhecida como T1. Sacolas que vão ser utilizadas pelos atletas nas duas transições também são entregues, e o momento mais difícil da prova inicia: a longa noite antes do evento...


Aguarde os novos posts, você vai conhecer melhor o que acontece numa prova dessas e até um pouquinho do que passa pela cabeça de quem é insano o suficiente para participar.

8 comentários:

  1. Obrigada por compartilhar conosco, amigo !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu amiga, aguarde os próximos posts!

      Excluir
  2. Parabéns Rinaldo pela participação nesta looonga empreitada. Adorei o post e principalmente a frase: “não conte seus sonhos às pessoas, mostre-os”.
    Abraço e sucesso sempre.

    Ah, já estou ansioso para ler os próximos posts. rsrs


    tutta-Baleias/PR
    www.correndocorridas.blogspot.com.br


    http://www.procorrer.org.br/cataratas/index.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Tutta, valeu! (este é um dos muitos colegas que eu falei que tive a satisfação de conhecer pessoalmente)

      Com certeza tem bastante detalhes para contar, vou me esforçar para fazer um relato fiel da prova.

      Abraço e boas corridas!
      (e dá um alô quando estiver aqui em SP!)

      Excluir
  3. Valeu Rinaldo.
    Saiba que dos vários amigos que conheci depois da criação do meu blog você é um daqueles que nunca serão esquecidos por serem pessoas fantásticas.
    Grande abraço e sucesso.
    E quanto a minha ida pra São Paulo, será apenas no final do ano pois o dim dim aqui tá curto mais para a São Silvestre sempre sobra uns trocados. rsrs

    Ah, quanto ao link que seguiu no comentário anterior, acho que eu copiei enganado e colei junto com meu nome e nome do blog que sempre publico no final de cada comentário. rsrs
    Mas, aproveitando ele: o que acha de correr a Meia das Cataratas em setembro?


    tutta-Baleias/PR
    www.correndocorridas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Tutta! Acho que a gente só se vê no final do ano quando você estiver aqui, por mais que eu tenha vontade de participar desta Meia das Cataratas, sabe como é, as viagens pelo menos neste ano vão ter que ser limitadas.

      Abraço e bons treinos!

      Excluir
  4. Parabéns, Claudio! Sensacional! Sou um grande fã de sua força de vontade, persistência, coragem e garra! Prova de superação e inspiração para todos! Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu William! Exigiu bastante coragem, desde o momento de clicar no botão para se inscrever (que não é nada fácil, diga-se) até a hora onde a batalha realmente começa.

      Abraço e a gente se vê nas próximas corridas!

      Excluir