quarta-feira, 22 de julho de 2009

Corridas que sentimos saudades

O calendário de provas de rua em São Paulo é recheado de eventos interessantes, porém a tal crise e outros fatores não muito bem explicados pelos organizadores fizeram desaparecer algumas corridas tradicionais nos últimos tempos. Duas delas chamaram a minha atenção por não estarem no calendário 2009 (e que nesta altura, não vão estar mais mesmo), ambas organizadas pela Corpore:

Corrida da Academia de Polícia Militar do Barro Branco

Esta é tão perto de onde eu moro que da última vez em nem de ônibus fui: em menos de 20 minutos andando já estava na Academia de Polícia Militar do Barro Branco, na Zona Norte de São Paulo, ao lado da Serra da Cantareira. E é esta proximidade da Serra e do Horto Florestal que tornava a prova interessante: subidas e descidas insanas, como a famosa Rua do Canil da PM, uma ladeira de uns 100 metros que faz qualquer corredor se arrepender dos pecados. Apesar de ser uma corrida curta, 6,6 Km, o final era o teste de esforço máximo das pernas: ao entrar na Academia para o trecho final, lá pelo Km 4, uma descida absurda aguardava os corredores, porém na corrida, contrariando as leis da Física, tudo que desce tem que subir...

O que desanimava alguns corredores era ter que atravessar a cidade e se localizar em uma região periférica, as quais nem sempre são bem sinalizadas em São Paulo. Também deve-se levar em conta que a corrida possuía toda a sua estrutura dentro da Academia de Polícia Militar, o que poderia atrapalhar as atividades da força policial. Enfim, uma prova que dá saudades e que geralmente acontecia no início de Junho, mas que infelizmente não ocorreu neste ano.

Corrida Shopping Iguatemi Campinas 11K

Apesar de não ser em São Paulo, Campinas fica a pouco mais de uma hora da capital, facilitada pelos acessos das rodovias Anhaguera e Bandeirantes. A prova acontecia com o patrocínio do Shopping Iguatemi Campinas, tendo toda a sua estrutura montada em seu estacionamento. Além da praticidade de parar o carro com todo o conforto e segurança, os corredores ainda aproveitavam a estrutura do shopping ao final, com banheiros e praça de alimentação.

A prova não tinha uma visual tão atraente, mas o percurso era recheado de subidas e descidas desafiantes. No final, lá pelo Km 8, uma subida de quase 3 Km levava até a chegada, deixando os corredores em frangalhos ao final. Esta era uma prova muito bem organizada que acontecia em março, e neste ano foi realizada apenas uma prova feminina organizada pela Track&Field, até onde eu consegui descobrir.

Faltou alguma? Com certeza, mas depois teremos outros posts sobre o assunto. Afinal, como eu já disse antes, por mais bacana que seja correr o circuito Av. República do Líbano-Ibirapuera-Av. 23 de Maio, de vez em quando precisamos de paisagens diferentes para não perder o pique.

Boas provas!

3 comentários:

  1. Fiz essas duas provas no ano passado, devido à busca pela camiseta corri todas (consegui).
    Realmente são provas para deixar saudades, tirando a gente da mesmice do ibirapuera e da USP.
    Provavelmente outra que estará fora é a do Shopping center Aricanduva.

    Boas passadas.

    Wagner - http://corronarua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Amigo ... são provas que tem um aspecto bem diferente das demais, com grandes aclives e declives, porém esta tal MAROLINHA afetou a confiança daqueles que patrocinam esses eventos, provas tradicionais deixam de acontecer e deixa um vazio em nosso calendário ... mas menos maus .. a prova do Aricanduva ainda vai rolar !!!

    Abraços !!!

    ResponderExcluir