domingo, 26 de abril de 2009

A Pisada - Capítulo Final

Enfim, ao que tudo indica, chegamos à alguma conclusão sobre o meu tipo de pisada e as recomendações de duas médicas especialistas no assunto.

A partir do exame de baropodemetria feito na clínica Studiu Passu, foram gerados gráficos de pressão que indicam as fases de Apoio, Oscilação, Impulsão e Oscilação durante a corrida, todos em tempo real através de uma palmilha especial com 980 sensores devidamente encaixada em um Nike Vomero (aliás, belo tênis...).

Fase de Impulsão

Fase de Oscilação da Corrida

Veja que interessante a escala do teste:

O exame nos dá um resultado muito completo, então vou resumir alguns pontos principais do meu teste:

- na fase estática, tornozelos com rotação interna e apoio em arco lateral, acentuado no pé direito;
- durante a caminhada, os pontos de pressão foram bem distribuídos, com maior pressão na região lateral;
- na impulsão, significativos pontos de pressão em região de antepé, 1o. ao 5o. metatarso e desabamento do arco do pé anterior na planta direita (aí é que está o problema da minha dor!); na planta esquerda, menor desabamento e pontos de pressão significativos entre 2o. e 4o. metatarsos;
- na fase de corrida, pontos de pressão no calcâneo, leve no arco médio e significativos no arco lateral.
- e por fim, planta direita do 1o ao 4o metatarso com pontos de pressão e rotação interna.

Ou seja, o problema realmente encontra-se no pé direito, ou como eu sempre digo, "a perna direita é sempre a premiada com lesões".

Ao fim, chegou-se a conclusão que o melhor tipo de tênis para a minha corrida é mesmo o de pisada neutra ou no máximo supinado, devido aos apoios laterais que foram apresentados. Tênis para pronadores (de onde acharam este resultado no outro teste???) tendem a jogar meu pé mais para fora ainda, o que faz a tal dor aparecer na corrida.

Lá se vai o investimento no Kayano, porém a boa notícia é que o Creation 8 pode novamente ser utilizado. Uma das médicas apenas solicitou mais treino de musculação, para fortalecimento dos joelhos e assim impedir novas dores, devido à própria rotação indicada no teste.

Talvez tenhamos chegado ao final da novela, porém eu não estou apenas enchendo o blog com estes detalhes para passar o tempo.

Espero contribuir para você, corredor, que se já passou ou passado por experiências semelhantes, talvez seja interessante rever seu tipo de pisada e seus tênis, para que não tenha que passar por dores e lesões como no meu caso. E mais ainda, que não invista em equipamentos errados ou testes feitos em lojas que se dizem "especializadas".

Quanto ao Creation, já rodou uns 15 Km hoje pela manhã e a tal dor não apareceu...

Boas passadas!

Um comentário:

  1. Muito legal seu blog, parabéns.
    O que achei interessante é que você colocou artigos bem parecidos com os meus, mais ou menos nas mesmas datas. Legal pois assim quando eu estiver pensando em escrever algo, dou uma passadinha por aqui, se já estiver pronto é só mandar um link para o seu blog, economizo um bom tempo escrevendo (hehe, brincadeira).
    Vou começar a seguir seus textos, quando tiver oportunidade dá uma passada pelo meu blog.

    Um grande abraço e bons treinos.

    Wagner - http://corronarua.blogspot.com

    ResponderExcluir