quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Entre “no clima” da São Silvestre

Estamos há mais de um mês do início oficial do verão no Hemisfério Sul e as temperaturas já batem os 20 graus Celsius logo de manhã. Quem sai cedo para correr já notou que está muito quente, quem sai de tarde idem, quem sai ao meio-dia, se ainda estiver vivo, também já percebeu.

O fato é que a São Silvestre acontece em uma época de temperaturas altíssimas, e a menos que entremos em uma era glacial (acho difícil), neste ano não vai ser diferente. Largar às 17:00 da Av. Paulista fervendo não é fácil, mas enfrentar trechos como Elevado Costa e Silva (Minhocão), Av. Rio Branco e é claro, a tal Brigadeiro debaixo de sol forte põe o espírito humano à prova.

Então, além de tudo o que você já deve estar lendo nas revistas de corrida nesta época do ano, aí vão algumas dicas de quem já correu esta prova algumas vezes:
  • O primeiro posto de hidratação é no Km 4, lá na Av. São João. Até aí você já se empolgou com a descida da R. da Consolação e está próximo de ferver os pistões. O único problema é que de vez em quando a água está quente neste primeiro posto, o que pode ser um problema. Procure se hidratar antes da largada na sua medida certa, aquela que não deixa você estufado de líquidos e que garante uma pouco de “arrefecimento” para o seu motor no trecho inicial.

  • Isotônicos são legais, eu adoro, mas prefiro sempre depois da prova, ou no 1/3 final. Atenção: não misture isotônico com gel de carboidrato, pois dizem que (e eu não quero comprovar) você poderá ter uma diarréia osmótica, e dada à estrutura precária da São Silvestre, isto pode não ser uma boa idéia.

  • Se conseguir convencer alguém a esperar em algum trecho do percurso, ótimo, peça para levar alguns víveres que está acostumado a consumir nas provas. Nada de inventar novidades neste dia, combine com a pessoa em algum lugar, pegue o “pacote” e continue correndo. Apesar do excelente policiamento da prova, não escolha regiões ermas do Centro da cidade, não é bom arriscar no meio da aglomeração.

  • Chegue cedo. Se quiser aquecer, use as transversais da Av. Paulista, como a R. Pamplona, por exemplo. Além de evitar stress com o horário, você ainda se diverte vendo o pessoal fantasiado.

  • Por último, procure treinar em horários quentes daqui para a frente, sem exageros. Nada de correr sem camisa às duas da tarde debaixo de sol, apenas procure fazer parte do treino com um pouco mais de calor para já ir se aclimatando ao que te espera.
Mas, e se chover? Bom, isto fica para outro post....

Um comentário:

  1. Valeu pelas dicas, amigo Cláudio!
    Farei este ano minha estréia na São Silvestre. Preferi me deslocar até o local da prova junto de meus amigos de equipe (CUCA - Campinas), em ônibus fretado e não por meios próprios, já que não conheço (quase) nada de São Paulo e, como já me alertaram, terá muuuita gente por lá, não é?

    Bom, "vamu que vamu"!

    Abraço,
    Kleber RG
    "Vida Corrida" - http://kleber-rg-runner.blogspot.com/
    COLUNA "maraTÔ-NA LAGOA" - http://lagoadotaquaral.blogspot.com/

    ResponderExcluir