domingo, 17 de outubro de 2010

Quando é que foi mesmo?

Imagine a seguinte cena, num futuro um pouco distante: sua netinha olha para o quadro de medalhas de corrida, que neste ponto já lota umas três paredes da sua casa, e pergunta “Vô, que medalha legal esta aqui da Maratona do Rio! Que dia que foi esta corrida?”. A memória já não ajuda tanto assim, então o jeito é recorrer aos óculos na ponta do nariz, apertar os olhos e ler a inscrição na medalha... mas onde está a informação de data, local e distância daquela prova? Pois é, talvez não pela memória ou os óculos, mas você algum dia vai procurar esta informação nas suas medalhas e não vai encontrar, pois desde já, não está lá!

Rodolfo Lucena, autor dos livros “Maratonando” e “+Corrida”, já havia alertado para este problema, e enquanto eu fazia um “censo” (agora virou moda!) das minhas medalhas, dei de cara com diversas delas que não dizem os dados básicos da prova. Independente se são bem acabadas ou não, parece que é mais importante gravar os logotipos dos patrocinadores do que os dados da sua conquista. E você pensa que acontece só em provas bobinhas de 5K, organizadas de forma artesanal? De jeito nenhum, eu acabo de vasculhas as medalhas das Maratonas do Rio e São Paulo deste ano e nada de dizer as datas! Vou ter que olhar o arquivo do blog e achar os respectivos dias para terminar meu “censo”.

Aproveito para deixar aqui meus apelos para os leitores:

1 – se você é organizador de provas, sabemos que o patrocinador tem prioridade, mas as corridas geralmente são pagas e o mínimo que poderia ser feito é a gravação dos dados básicos na medalha;

2 – se você é corredor e até mesmo blogueiro, passe a exigir estes detalhes nas próximas provas, através de posts no seu blog, e-mails de reclamação e qualquer alerta que possa ser dado neste sentido.

Afinal, você não quer deixar de contar para os seus netos a estória completa daquela prova onde você superou seus limites e deixou os quenianos para trás...

9 comentários:

  1. É verdade, as vezes acontece pior...minha última prova foi a corrida da Track&Field e a data gravada veio errada...isso é um descaso!!!
    Abraço,
    Thiago Melo
    http://corredoraprendiz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Apoiado! O Namiuti faz isso há tempos, com a carinha na nota da medalha.

    ResponderExcluir
  3. Pode deixar, vou começar a cobrar também!!!!

    Abração!

    ResponderExcluir
  4. Muito bom o post Rinaldo, parabéns...Eu faço o seguinte com as minhas mais de 200 medalhas eu comprei numa papelaria etiquetas adesivas bem pequenas e quando eu chego em casa eu colo atrás dela com um número da prova que eu realizei e no computador eu tenho registrado o meu currículo esportivo falando da data, nome da prova e tempo que fiz na prova...Quanto ao que o Ricardo disse acima é verdade o Fábio Namiuti já faz isso a tempo no blog dele falando que veio sem data...Realmente é aquilo que eu sempre falo os corredores não são unidos, nós não participamos de provas gratuitas, nós pagamos para correr e pagamos bem caro e os organizadores poderiam fazer isso...Vamos cobrar deles.

    Bons treinos,

    Um abraço,

    Jorge Cerqueira
    www.jmaratona.com

    ResponderExcluir
  5. ha ha! Gostei mais de imaginar meus netinhos olhando as minhas medalhas, do que a luta pelo design, e olha que este tempo não está longe... ai, ai, ai! O que importa é continuar a correr e espero ter muitas medalhas para passar longas tardes tentando descobrir minhas corridas com meus netinhos!

    ResponderExcluir
  6. Ahhhh sem duvidas... algo bem lembrado ...data e distância da Prova, deveriam ter seu espaço definido como obrigatório !!!
    Mas por aqui são poucas as "ORGANIZADORAS" que usam essa regra, eu mantenho as datas no blog, mas quem não tem blog como faz ?
    A ideia do ULTRA JORGE é bacana, e com certeza não farei vergonha para meus filhos e netos ...
    Vamos cobrar sim !!!

    Sucesso sempre !!!

    http://porqueeucorro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Como lembraram o Hoffmann e o Jorge, Rinaldo, eu realmente estou nessa e em outras frentes de batalha para a melhoria não das medalhas apenas, mas das corridas em si. É muito bom confirmar que essa luta também é a sua, como deve ser de todos nós que corremos.

    Abraço!

    Fábio Namiuti

    ResponderExcluir
  8. É verdade Rinaldo, quase nenhuma das medalhas vem com a data da realização ou até mesmo a distância.
    Gostei da idéia do Jorge e vou adotar tb.
    Bjos,
    Dani
    www.correndoemagrecendo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Mandou bem Rinaldo.
    Parabéns pelo post.
    Concerteza irei começar a "comentar" e a "cobrar" isso lá no meu blog.
    Pois pagamos e pagamos muito bem, mas não somos "atendidos" a altura.

    Abraço.


    tutta/ubiratã-pr
    www.correndocorridas.blogspot.com
    Twitter: @tuttacferreira

    ResponderExcluir