sexta-feira, 20 de abril de 2012

Profissionalismo: um exemplo a ser seguido

Leitores assíduos deste blog ou aqueles que apenas passam aqui de vez em quando sabem: quando o “bicho” tem que pegar, pega mesmo comigo. Se eu pago por um evento de corrida ou qualquer outra competição, apesar de não ter rendimento de atleta de ponta, exijo que tenha o mínimo de organização e respeito por mim e pelo meu suado dinheirinho. E agora eu, atleta de ponta – de estoque – acabo de receber esta carta da Corpore referente à Meia Maratona do último final de semana:


Versão Online

Apesar de eu ter lido bons comentários dos participantes em outros blogs, erros ocorreram, e no geral as pessoas parecem ter gostado do evento. Mesmo assim para os padrões de qualidade do organizador, não foi o esperado. Nesta semana os corredores receberam uma pesquisa a ser respondida, e eu por ter trabalho no maior instituto de pesquisas comerciais do país, aprendi e transmito para você o seguinte conhecimento: resultado de pesquisa só é válido quando não vem junto de brindes e premiações, ou seja, espontânea. Este foi o caso da pesquisa pós-prova promovida pela Corpore, um e-mail que simplesmente pedia a opinião do corredor. E as respostas parecem ter desagradado quem está no comando.

Mesmo assim, só nos resta dar os parabéns à Corpore pela iniciativa da pesquisa e reconhecimento dos próprios erros. Neste país de alienados, poucos são os que dão a cara para bater e admitem que erraram. Para mim, a marca apenas ganhou mais força com esta iniciativa.

E você, organizador de prova, que não tem o mínimo de respeito pelo corredor e está lendo isto, deveria aprender com que está na estrada, ou melhor, no asfalto, há 30 anos. Se a carapuça serviu, ótimo. (e meus colegas corredores sabem em quem ela serve direitinho...)

“O que não se pode medir, não se pode melhorar”

Edward Deming,
pai da Qualidade e um dos arquitetos do milagre
econômico japonês do pós-guerra



18 comentários:

  1. Também achei louvável a atitude. Reconhecer os erros e procurar corrigi-los é algo cada vez mais raro. O que mais se vê é gente celebrando a incompetência, quando não a má intenção mesmo. Mea culpas como esse da Corpore são bem-vindos. Pesquisas de opinião, idem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E que continuem a ouvir nossa opinião.

      Abraço!

      Excluir
  2. Gostei da atitude,diferente a dona Iguanas que teve seu evento realizado no dia 04/03 e até o momento muitas meninas não receberam suas bolsas e nem uma explicação.
    Sei que problemas acontecem mas dignidade pra reconhecer e outro departamento né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu passei a gerar arquivos PDF de todo regulamento, se não cumprir, eu tomo providências.

      Abraço!

      Excluir
  3. Excelente atitude da empresa e sua também em compartilhar com todos o acontecido, Rinaldo.
    Parabéns. Valorizar esses acontecimentos é importante e fortalece os futuros eventos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos registrar nossa aprovação à atitude deles, não é todo dia que uma organização admite aonde errou.

      Abraço!

      Excluir
  4. Rinaldo, acho muito oportuno seu comentário. Todos que receberam a pesquisa deveriam respondê-la, só assim teremos provas de melhor qualidade. A corrida de rua já foi bem mais barata. Estou chocada com os preços. A Meia de Floripa deste ano está R$85, achei um absurdo. Só ganhando inscrição...
    Forte abraço e bons treinos!!

    Helena
    Correndo de bem com a vida
    helenacvidal.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, corridas estão cada vez mais caras e massificadas, se ninguém fala nada, a qualidade só tende a cair.

      Abraço!

      Excluir
  5. Espetacular!!! Isso só mostra respeito pelo corredor.

    Mais um ponto para a CORPORE!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou menos um ponto para quem só pensa no valor das inscrições e não se preocupa em atender bem o corredor.

      Abraço!

      Excluir
  6. Parabéns à Corpore! Que sejamos recíprocos, colaborando para o bom andamento dos eventos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, depende também dos corredores, especialmente respeitando os ritmos destas largadas em ondas.

      Abraço!

      Excluir
    2. Rinaldo, também estou postando sobre o fato! Vamos fazer uma corrente do bem!
      Um abraço!

      Excluir
  7. Ola Rinaldo,

    Gostei do post... A corrente do bem, como ressaltou Mayumi.

    Então...

    A corrida é o numero um no hobby, mas nasceu aquele blogue que comentei quando nos conhecemos... veja lá o http://dundes.com/baotamem eu montei a roda fixa, diversão garantida!!!!

    Um abraço do claudio dundes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dundes,

      Pois é, já que reclamar não adianta, vamos falar bem de quem trabalha direito (quem sabe os demais não aprendam?)

      Quero ver a roda fixa e depois você me ensina a montar uma também.

      Abraço!

      Excluir
  8. Atleta,
    É com muito prazer que anunciamos um acontecimento muito importante: mudamos para um site muito melhor!

    O novo site está mais dinâmico, pratico, continuando a logica da partilhar e informação, entre outras novidades!! E um leque de colaboradores, para servir melhor todos os leitores...

    www.aminhacorrida.com

    ResponderExcluir
  9. Bem dizem que a Meia da Corpore ai em São Paulo é muito melhor do que uma outra meia de uma outra organizadora que costuma mudar percursos consagrados de algumas de suas provas, de entregar medalhas antecipadas e por aí vai.
    A Corpore respeita os seus atletas e mesmo errando admite seus erros e com isso a sua credibilidade só tende a crescer cada vez mais.
    Parabéns a Corpore...


    tutta/BALEIAS/PR
    www.correndocorridas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nem quis citar nomes, mas é claro que eu também pensei se a outra organizadora teria a humildade de assumir os erros. Acho que não.

      Abraço!

      Excluir