quarta-feira, 11 de março de 2015

O positivo e o negativo na Meia Maratona de São Paulo 2015

Aí você pode dizer: ué, mas falou que não ia participar devido ao preço, e mudou de ideia? Na verdade aproveitei um lote com inscrições em um preço que considero razoável para a distância de 21 Km, R$ 95,00, depois disso, ficou salgado. Mas vamos falar de outros pontos positivos e negativos, altos e baixos da (nova) Meia Maratona de São Paulo 2015, prova que aconteceu no último domingo e que foi excelente no final das contas.

Digo nova pois muita coisa mudou, pelo menos na parte do percurso. Ainda saindo da Praça Charles Miller em frente ao estádio do Pacaembu, a prova acontece principalmente na região central da cidade de São Paulo, passando por diversas ruas simbólicas e pontos turísticos, dependendo é claro, do nível de segurança que o turista aceita em uma cidade grande. As principais alterações foram muito boas, tirando o vai e vem pelo Elevado Costa e Silva (Minhocão) e passagem por regiões como a Luz, local onde atualmente encontra-se a cracolândia, um pouco inapropriada para um evento esportivo. Mas o grande charme do trajeto foi resgatar o trecho das avenidas São João e Ipiranga, como acontecia naquela corrida de 31 de dezembro que vocês já sabem qual é. Fora isso, algumas inversões de percurso comparado com os últimos anos e as subidas e descidas dos viadutos de sempre.


Clima excelente para correr, sol com vento gelado em diversos pontos, sem estar abafado. Neste ano a prova não aconteceu no final de semana do final do horário de verão, o que todo ano gera confusão para os que não
prestam atenção no calendário, outro ponto positivo. Merece elogio a excelente distribuição da hidratação, só passava sede quem queria, tanto pelos postos a cada 2 Km em média como pela fartura de água e até mesmo Gatorade. Sim, estamos falando do mesmo organizador que no ano passado foi saraivado após a desértica Maratona de São Paulo, é muito bom saber que nossas reclamações e comentários surtiram efeito e trouxeram mais qualidade aos eventos.

Infelizmente, para aqueles que buscam dados oficiais, a
Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) anunciou que os resultados da prova não serão homologados para efeito do ranking brasileiro, por ter não ter sido realizada no percurso oficialmente medido. Meu GPS até deu uma certa diferença no final, mas como eu não me importo muito com isso, só fiquei sabendo através da notícia divulgada nas redes sociais:

Meia Maratona de São Paulo não teve resultados homologados

E eu, no meu pace de sempre, terminei em 02:18:06, tempo já conhecido na distância para minha pessoa. Mas a boa notícia é que mesmo com todo stress que passei nos últimos meses, que geraram até uns “quilinhos” a mais na balança, foi possível manter uma marca sem grandes novidades.

E então, cadê os pontos “negativos”?

Exceto pela quantidade de banheiros químicos, que continua insuficiente para esta prova (eu já acostumei ouvir a buzina de largada ainda na fila), não há outras observações a respeito do organizador.

Quem errou e continua errando feito é a atual administração pública da cidade de São Paulo, que permite esta “implosão” do Centro Histórico, com cada vez mais drogados espalhados por todos os cantos, sem contar a necessidade de alterar o percurso para não passar pela cracolândia. Foram dadas outras explicações sobre esta alteração, mas sinceramente, quem conseguiria garantir a segurança de corredores e corredoras passando pela região da Av. Rio Branco? Se alguém tiver a resposta, fique a vontade para comentar abaixo, mas prove qualquer argumento por favor.

Resumindo, temos uma região que além de tudo nos proporciona 21 Km de percurso desafiados, mas que a cada dia está mais devastada pela irresponsabilidade administrativa de nossos governantes.

No mais, a prova continua recomendada, espero apenas que os preços sejam mais atraentes na próxima edição.

P.S.: o blog não está abandonado, é o blogueiro que está sem tempo de atualizá-lo...

4 comentários:

  1. Sempre quis fazer essa prova, mas pela falta de atrativos em uma prova que lembra tanto a de Dezembro, fico dividido. Talvez faça a Maratona, pois 42 são bons independente do lugar, mas os 21... Vou demorar um pouquinho, ainda mais por ser uma época tão quente do ano. Boa sua superação, amigo. Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A prova continua bem bacana, o novo percurso traz alguns trechos bem legais. E você tem razão quanto ao calor, a prova já teve edições bem quentes nos anos anteriores, este ano foi uma sorte danada ter um pouco de vento gelado no dia.

      A gente se vê nas próximas!

      Excluir
  2. Parabéns pela prova Rinaldo.
    Corri ela apenas uma vez. Em 2008 e gostei bastante.
    Pretendo corrê-la novamente um dia.
    Abraço e boas corridas.

    PS. Aproveitando o comentário, gostaria de saber com você como colocou aquele quadro de medalhas virtual na lateral do seu blog e os tipos de corridas e quantas foram feitas em todas as distâncias em baixo dele.
    Acho super dá hora aquilo lá e se tiver jeito quero incrementar no meu.
    Abraço.


    tutta/Baleias-PR
    www.correndocorridas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tutta,

      A prova continua bem legal, percurso um pouco diferente de 2008 mas bem desafiador.

      Para você colocar o quadro de medalhas, precisa gerar um álbum pelo Picasa (site do Google para fotos) e mandar gerar o código HTML/Javascript para um slideshow. Depois você adiciona no layout da sua página um widget HTML/Javascript e cola o código.
      Se tiver dúvida me manda um e-mail e eu te ajudo.

      Abraço!

      Excluir