terça-feira, 23 de junho de 2015

Corrida Eu Atleta. Eu? Atleta?

Eis que eu resolvo fazer alguns exames mais elaborados e solicito ajuda do cardiologista, o qual, após já saber meu histórico de insanidades, me recebe na consulta com a frase “Ah, você que é o atleta, né?”. Respondi simplesmente “não doutor, atleta busca resultado, eu sou esportista, procuro me divertir apenas”. Mas de vez em quando vale a pena brincar de “atleta” e buscar um resultadozinho ou outro, só para ficar bonito na foto.

Mas vamos ao que interessa: manhã super gelada em São Paulo, meados do mês de Junho e para completar, início da estação mais fria do ano. O dia 21 de Junho é o Solstício de Inverno, ou seja, o período em que o Hemisfério Norte está mais inclinado em direção do sol. E nada de maratonas, meias ou coisas do tipo, é hora de curtir uma prova de 10 Km mesmo, daquelas que já viraram rotina e que merecem ser revisitadas de vez em quando, mesmo que o objetivo seja em breve correr mais uma insana distância de 42.195 metros (em breve...)

O circuito Eu Atleta passa por diversas cidades brasileiras, e o nome da prova é um convite para que os que não são “atletas”, como este esportista aqui, saiam do sofá e enfrentem um desafio. Pode ser os 10 Km ou 5 Km ou mesmo uma
caminhada de 4,3 Km, o que vale é participar de uma atividade física que como sabemos, só traz benefícios. O circuito na capital paulistana é o tradicional Assembleia Legislativa-Av. República do Líbano- Ibirapuera-Av. 23 de Maio e volta até a largada. Com diversos sobes e desces para incrementar o trajeto, serve para quem procura sair um pouco do percursos planos, como é o meu caso.

Largada pontual e rápida dispersão, não era uma daquelas provas superpovoadas, apesar de considerável número de corredores. Com o retorno para o pessoal de 5 Km ficou mais livre ainda, mas sempre na companhia de outros participantes pela Av. 23 de Maio. Boa hidratação a cada 2 Km, o cuidado era não deixar de beber água, apesar do tempo frio da manhã.

E para aproveitar o conforto com a distância e conhecimento do traçado da prova, resolvi sentar a bota e acelerei acima do meu normal. Só 10 Km pede um pouco mais de esforço do que uma meia maratona, e o clima era favorável a apertar o passo. Resultado, para minha satisfação uma pequena quebra de recorde pessoal, terminando o percurso em 56:58 pelo tempo oficial, além de um trecho alucinado a 5:03 min/Km. Medalha simples e bem trabalhada, assim vale a pena.

Por falar em valer a pena, fazer a inscrição antecipada há alguns meses rendeu um bom desconto, com valor de R$ 50,00. Esta iniciativa do organizador Yescom vem se repetindo em outras provas, e trata-se de uma ótima ideia para quem já tem um planejamento de corridas para o ano. Mais uma boa prova para o calendário, vale a pena considerar as próximas edições.


Ah, é claro, dei uma de atleta e “corri” atrás de resultado, pelo menos desta vez.

Fonte consultada sobre o Solstício de Inverno: http://www.calendarr.com/brasil/inicio-do-inverno/
Blog de corrida também é cultura!


Nenhum comentário:

Postar um comentário