domingo, 3 de setembro de 2017

Maratona de Floripa, linda, fria e boa para recordes pessoais

Parece que foi ontem que fiz minha primeira maratona... e quando cheguei em casa moído e descobri que a resistência do chuveiro havia queimado! E agora, depois de 8 anos desde este dia, no último 27/08, e de forma absolutamente irresponsável, termino minha 20ª participação na distância dos 42.195 metros, com um recorde pessoal que não foi nada fácil de alcançar para o meu nível de treino e condicionamento físico: 04:14:38. Lá vamos nós de novo, a mesma discussão: esta foi a de número 20 ou 21? Afinal, no Ironman tem uma maratona em distância oficial, então... triatlo é outra coisa, Ironman mais ainda, então é 20, este é o número e pronto!

Eu gostaria de entender porque vendem a Maratona de Floripa, antiga Maratona Caixa de Santa Catarina, como sendo “plana”, afinal,
as elevações são leves, mas estão lá, basta olhar o perfil altimétrico do evento. E para completar, muitas das curvas na belíssima Av. Beira Mar Norte são no estilo “tombo”, ou seja, com caimento para um dos lados da pista, já que o limite de velocidade dos automóveis neste trecho é 80 Km/h. Mas é claro, comparado com a Maratona de São Paulo, ou a de Curitiba, sim, ela é bem plana, o que favorece o estabelecimento de melhores marcas. Absolutamente sem poluição, porém com ventos que hora ajudam e hora atrapalham o corredor, grande parte do percurso é pela orla, porém com um trecho bem chato em direção ao aeroporto e passando pelos túneis.

Porém o mais complicado, tanto para novatos quanto experientes, é o trecho final, pois ao passar pelo Km 32, ao seu lado estará a chegada, e este ano o organizador ainda colocou um placa informando que ainda faltavam 10 Km para completar a “sua” maratona. Muita gente desanima e caminha, eu mesmo já passei por isso há dois anos atrás, quando vinha em um ritmo bom mas “quebrei” ao ver que teria que fazer de novo boa parte do trajeto. O segredo: neste ano fui preparado, afinal, 10 Km é só um treininho de final de semana, e quantas vezes não repetimos o mesmo percurso?

Falando um pouco da organização, a retirada do kit aconteceu em uma loja e esportes no shopping center que fica a menos de 1 Km de largada, e você já sabe que eu defendo esta ideia de que o corredor que chega fácil até a largada chega também sem esforço à retirada do kit, ou seja, ponto positivo. Camiseta, sacolinha e brindes, além de chip e número de peito, agora é bater perna sem forçar na deliciosa Florianópolis.




e até provar um pouco das opções de fontes de carboidratos da região (sem exagero, é claro) ...


A largada estava prometida para as 06:45 mas passou um pouquinho, mesmo assim com um vento frio e temperatura perto do 17 graus, excelente para correr. Boa dispersão na larga avenida e
cada um pegou seu ritmo sem atropelos. Alguns pontos afunilaram mais à frente para não travar o trânsito, mas sempre com boa fluidez. No Km 14 passamos novamente pela largada, onde as 08:00 partiram os corredores de 5 e 10 Km, e seguimos para o centro e sul da ilha. A prova também contava com um revezamento de duplas, o que é ótimo em uma maratona, pois o corredor de 21 Km está em um ritmo mais forte que o de 42, e isto puxa um pouco o ânimo dos mais lentos, como eu.

Hidratação muito boa, uma pena o patrocinador de isotônico (que não vou citar o nome) ter sido bem muquirana e colocado apenas 1 ponto de abastecimento, além de dar somente 1 copo na chegada, o que gerou filas após o recebimento da medalha. Do ponto de vista de organização, só uma falha, no retorno da maratona no Km 37 o voluntário não direcionou os corredores e dividiu em 2 faixas de retorno, uma a cada lado da que estava indo, ou seja, na volta muitos precisavam cruzar o percurso, o que poderia ter causado algum acidente desnecessário.


E aí está, o pangaré finalmente conseguiu correr uma maratona como ela deve ser corrida... com a faca nos dentes!



Recomendação e agradecimentos ao excelente hotel Castelmar, muito próximo da retirada do kit e da largada e que presenteou os maratonistas hospedados com um café da manhã (completo!) desde às 04:30 da manhã, uma hora mais cedo que seu horário normal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário