segunda-feira, 31 de julho de 2017

Prova de 5 Km: De volta ao lar...

Um corredor de elite – que não é nem de longe o meu caso – completa 1 Km de uma prova curta em menos de 3 minutos. Mesmo com toda esta velocidade, se ele estivesse a 1 Km do dispositivo internet mais próximo ao abrir as inscrições da Corrida da Cidadania Etapa Santana, não conseguiria chegar a tempo de se registrar para a prova. Quase foi o meu caso, mas como estava apenas à um clique de distância, consegui colocar meu nominho na lista e participar da categoria que é praticamente a porta de entrada para o mundo das corridas de rua, os tais 5 Km. Como eu sou ponto fora da curva para quase tudo, minha primeira prova lá em 2006 foi de 6 Km, não por opção, mas era a com a data mais próxima e resolvi enfrentar. Hoje eu fico caçando meias e maratonas nos calendários, e provas menores acabam passando sem muita intenção pelo meu radar, mas esta tinha dois diferenciais: meu percurso de corrida de todo domingo de manhã e... grátis.

O circuito de corridas da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação de São Paulo (SEME) já foi bem extenso, com provas espalhadas por toda a cidade e mais de um evento por mês, porém a tal crise chegou ao esporte também e o jeito de alguns anos para cá foi aglutinar as subprefeituras patrocinadoras em eventos regionais, sendo que para a Zona Norte esta de Tucuruvi/Santana ocorre nas imediações do Aeroporto Campo de Marte. Saindo de dentro da base
aérea, a prova toma o rumo plano da Av. Braz Leme e volta por ela mesma, permitindo sentar a bota e aproveitar a altimetria constante. Levando o nome do Batalhão Humaitá da Polícia Militar, a Tropa de Choque, na arena da prova ainda eram exibidos diversos equipamentos da corporação e ainda teve a participação da tropa correndo e entonando seus hinos de treino.

Chamou a atenção o fato da prova ser organizada pela Iguana Sports, que possui sistema muito bom e fácil de inscrições, além de toda eficiência nos comunicados e protocolos de retirada de kits (na verdade um número de peito apenas, mas com validação de chip). Apesar de não ter nenhuma bugiganga no "kit" (e quem precisa de mais tralhas?), a empresa teve
uma sacada muito boa ao colocar alguns de seus rescaldos de outras corridas a preços módicos, como bonés a R$ 5,00 e camisetas de outras provas a R$ 10,00, o que fez a alegria dos corredores que não queriam sair de mãos vazias. Excelente ideia, a empresa lucrou, e quem queria gastar, gastou.

Quanto à prova, nenhuma reclamação, apenas elogios, pois mesmo gratuita estava muito bem organizada, com kit de guloseimas ao final, camiseta e medalha. Excelente dispersão na arena, pois a área da
Aeronáutica disponibilizada era bem servida. Contudo, o vento gelado não motivava os corredores suados a ficar muito tempo batendo papo no local. Foi o meu caso, que como estava a uns 6 Km de casa, resolvi aproveitar mais um pedaço da manhã para treinar e voltar correndo, como faço todo final de semana na região.

Parabéns ao organizador pela ótimo trabalho, à Prefeitura pela iniciativa (precisa ter mais, viu?) e ao Batalhão Humaitá pela presença e segurança que proporcionou a todos.

E como não poderia deixar de ser, depois de tanto tempo sem correr 5 Km, novo recorde pessoal na distância... 26:40

Nenhum comentário:

Postar um comentário