terça-feira, 5 de julho de 2011

Gostou da corredora? Buzine!

Estava eu lá na Av. Braz Leme, entrando na minha segunda (e última) volta ao redor do Aeroporto Campo de Marte, quando duas mocinhas saíram de uma das travessas e entraram trotando na minha frente. Como eu já vinha “aquecido” dos 7 Km da primeira volta, foi fácil passar pelas donzelas e seguir o meu caminho. Só que para minha surpresa, as duas mantinham o mesmo ritmo que eu, separadas por uns 10 metros no máximo. Como eu sabia disso sem olhar para trás? Simples: o constante “blá blá blá blá...” que nem o som do meu MP3 player conseguia filtrar. Como é que mulher consegue correr e conversar ao mesmo tempo? Eu já estava botando os bofes para fora e as duas não paravam de tagarelar! Uma coisa é falar enquanto corre, outra é conversar.

Realmente eu não me incomodei com isto, apenas apertei o passo. Afinal, se as duas conseguiam trocar tanta ideia correndo, eu conseguiria até manter o meu ritmo à frente delas. Mas o que chamou a atenção foi a quantidade de buzinadas de admiração que eu levei. Eu? Quer dizer, elas! Se tem uma coisa que me dá nos nervos são estes imbecis nas ruas que acham que a buzina do carro é igual ao botão “Curtir” do Facebook. “Olha aquelas ali, vou curtir!” e desce a mão gentilmente na buzina com dois toquinhos “sexy”. Vamos enquadrar estes caras? Lá vai:

Código de Trânsito Brasileiro
Art. 41. O condutor de veículo só poderá fazer uso de buzina, desde que em toque breve, nas seguintes situações:
I - para fazer as advertências necessárias a fim de evitar acidentes;

Será que as mocinhas corriam risco de acidente? Se a resposta for “não”, então infração leve e 3 pontos na carteira para os mancebos!

O que chama a atenção é que estes supermachos motorizados comportam-se igual àqueles cachorros que correm atrás da roda do carro: quando o veículo para, não sabem o que fazer. Se uma delas olhasse para um deles (coisa que não faria, são corredoras, gente inteligente, oras!) com certeza o coitado se enfiaria embaixo do banco e ficaria chupando o próprio dedo de tanto pavor.

Mas eu segui meu rumo, na frente do incansável “blá blá blá blá...” e aguentando as constantes buzinadas.

Sabe, até que é uma coisa boa tentar manter o passo com este referencial: split negativo de 6 minutos na segunda volta!

(corredoras, sintam-se livres para desabafar das buzinadas aqui neste espaço...)




9 comentários:

  1. Aqui no RJ o povo não tem o hábito de buzinar, mas te olham e te secam como se você fosse o último biscoitinho do pacote. E não são só os homens não, a mulherada daqui tb é danada.
    Ainda bem que sempre treino com o meu gigante, me sinto mais vestida ao lado dele ... rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Nossa Rinaldo eu faço meus treinos no Horto Florestal e agora mais em esteira,a buzinada não acho tão ruim,porque sempre estou com MP3 o duro e a piadinha safada que muitos soltam,tenho #odio de motorista de caminhão a Testosterona desses caras e acima do normal kkkkkk
    Um dia eu estava com meu marido ele bem mais na frente e eu trotando atrás,o cara soltou uma que senti vergonha do meu marido aff

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente como outros posturas dos brasileiros, o que falta é educação basica mesmo, infelizmente.

    ResponderExcluir
  4. elas estão no lucro, kkk
    eu já recebi uma latinha de cerveja no peito. doeu muito, kkk
    precisamos de educação em todos os níveis. Tal comportamento é lamentável. temos esposas, irmãs, mães e filhas ... mas esses motoristas parecem que não tem nada.

    ResponderExcluir
  5. Fantástico post. Divertido, bem humorado e informativo.

    Boas Corridas!!

    Alessandro
    http://blog42195.blogspot.com/
    @alesilvabr

    ResponderExcluir
  6. kkkkk Muito bom Rinaldo!!

    Eu "curti" seu post!!!

    Até mais!

    abraços

    Leonardo Nista
    Corro por Correr

    ResponderExcluir
  7. Sem comentários. kkkkkkk

    Abraço e bons treinos.


    tutta/ubiratã-50anos
    www.correndocorridas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Realmente o que mais odeio são as buzinadas destes ridículos homens que acham que estão "fazendo um favor de nos notar".. Sai pra lá! Se toca! Vocês fariam um grande favor se nem olhassem pra nós! Ótimo post! Você precisava ser mulher pra ver como sofremos! E pior tem as que gostam..

    ResponderExcluir
  9. Eu concordo educação e tudo temos que começar com as mulheres que anda numa falta de educação e respeito, infelizmente a imoralidade e avulgaridade tomou conta do pais.

    ResponderExcluir