segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Meia Maratona de São Bernardo do Campo: sem pressa alguma...

Sabe aquela estória “é só lavar o carro que chove”? Pois bem, com tênis não é diferente: apesar dos fabricantes serem contra, de vez em quando não tem jeito, os seus companheiros de passadas devem ser submetidos a água e sabão neutro. Deixei o meu Adidas prontinho para sair neste domingo para a Meia Maratona de São Bernardo do Campo e o tempo lá fora não colaborava. Na última hora, resolvi pegar o Mizuno mesmo, que para minha surpresa, também tinha sido lavado recentemente... Ou seja, quer queira ou não, um deles vai ter que voltar detonado para casa.

Mas falemos da prova: com a organização infalível da Corpore, praticamente nada sai errado, mas mesmo assim há pontos a destacar neste evento. Na parte boa, como sempre, há todo o processo de organização de inscrição e retirada dos kits, que inclusive poderia ser feito no próprio dia. Para os que não conhecem as redondezas, São Bernardo do Campo é um município vizinho, mas distante para pessoas como eu que estão do outro lado de São Paulo. Ponto positivo, muita organização por aí deveria pensar nisso antes de fazer as pessoas se deslocarem na véspera para pegar uma camisetinha xumbrega e o chip. Aliás, este era o kit da prova, mas dado o valor de R$ 40,00 (sócios Corpore), até que estava bom.

Outro diferencial é o estacionamento amplo no ginásio de esportes da cidade, apesar dos flanelinhas estelionatários que estavam na região empilhando carros. Deu pena dos corredores que paravam na mão destes inescrupulosos “guardadores”, gente que do meu ponto de vista, deveria ser enquadrada como criminoso por extorquir dinheiro à base de ameaças sutis. Kits retirados dentro do próprio estádio, com estrutura de banheiros e vestiário, amplo espaço para você se ajeitar e enfrentar a garoa chata lá de fora.

A largada aconteceu no horário previsto, 08:15, mas com nenhuma diferenciação entre o pessoal de 21 Km, 5 Km ou caminhantes. Bem fez minha colega Ivana do blog No mundo das Lulus e seu marido Fábio, com quem encontrei minutos antes da largada e que foram lá para a frente. Eu estava numa preguiça danada de correr e resolvi ficar lá no fundo, mas foi um erro, pois peguei uma parede interminável de caminhantes na minha frente. Ponto negativo para a organização, quantas vezes já alertamos que caminhantes e corredores tem que largar em momentos distintos?

E lá vou eu, nesta tal preguiça para mais 21 Km, sendo que duas semanas antes eu havia completado uma Maratona. Recuperação OK, mas eu não sabia se deveria forçar ou não. Um detalhe: esta prova é muito boa, percurso sem vai-e-vem e que passa por boa parte da cidade, porém com diversas subidas intermináveis. Logo na primeira delas, depois do Km 4, eu lembrei daquela propaganda de Pick Up e pensei comigo mesmo: “ Meu motor não vai aguentar... Pôneis Malditos!”.

Salgadinhos na estrada

Lembrando da Maratona do Rio, fiz uma conta básica, que eu já deveria ter feito nos últimos 5 anos de corrida: eu tenho por hábito comer algo, nem que seja uma bolacha a cada 3 horas durante o dia, para não ficar muito tempo de estômago vazio. Em uma prova, eu deveria fazer melhor que isso, uma vez que gel de carboidrato não alimenta nada (e é ruim pra danar!). Então novamente levei o lanche de bordo, e lá na Via Anchieta, no quase 1 Km que rodamos ao lado de carros e caminhões, lá estava eu saboreando meu salgadinho. Coisa de gente doida. Para minha surpresa, pouco depois do lanchinho, encontrei a Ivana novamente e fomos papeando do Km 11 até o final. Eu não estava com pique algum de querer fazer tempo nesta prova e nada melhor que a companhia da nossa colega blogueira para manter o ritmo de 07:00 a 07:30 por Km. É claro que nosso papo fundamental foi sobre corridas, mas fazer o quê, a gente não vive sem isso, não é?

A medalha: erro feio da organização

Após cruzarmos a linha de chegada, enquanto conversávamos (sobre a prova, é óbvio), um corredor veio até nosso grupo e nos questionou sobre se nossa medalha estava escrito “21 Km”, e para nossa surpresa, todas diziam “9ª. Meia Maratona – Prova de 5 Km – Corrida ou caminhada”. Dia? Local? Hora? Distância? Planeta? Nada! O verso da medalha é absolutamente liso e a fita até que ficou muito boa, sendo a única identificação do local, além do patrocínio da Volkswagen. O corredor estava revoltado, pois era sua primeira prova na distância e nós ficamos indignados. A própria organização confirmou que as medalhas eram todas iguais, ou seja, uma lástima para uma prova tão boa e tão querida pelos corredores.

Mesmo assim, valeu a pena

Por mim, tudo bem, minha 10ª Meia Maratona foi feita em 02:37:42, ritmo constante e absolutamente conforável, sem contar a satisfação de rever os colegas Ivana e Fábio na prova.


Mais uma prova indicada, se você ainda não correu esta, deixe-a marcada para o calendário do próximo ano.




8 comentários:

  1. Rinaldo tá correndo muito rsrs
    Parabéns,vou pensar nesta prova para o ano que vem,mas a medalha e sacanagem hein?

    Bons Kms e boa semana
    Fabi =)

    ResponderExcluir
  2. Oie!!!

    Fala a verdade, correr papeando não é suuuuper legal??? Ano passado foi a Mayumi, este ano você, vamos ver quem será no próximo ano!!!

    Daqui a pouco vão me perguntar: "a gente veio aqui para correr ou para conversar???"...

    Agora, até agora não entendi o papo da medalha... econimizaram na medalha e capricharam na fita! O meio termo seria bem melhor: data e deistancia pelo menos!

    Até a próxima!!!

    Abração!

    ResponderExcluir
  3. Pô, que chato o lance da medalha.
    Aqui no Paraná, mais precisament na cidade de Toledo, temos uma meia maratona e uma prova de 6km em anexo, porém, as medalhas são diferenciadas, coisa que deveriam ter nesta prova de São Bernardo.
    Mas, fazer o que né?

    De qualquer forma, o que importa é que você fez uma boa prova.
    Parabéns.

    Abraço e bons treinos pra você.


    tutta
    www.correndocorridas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. na minha primeira meia, fiquei sem medalha ... pois deram todas para os caminhantes, rsrsrrs
    até hoje não engoli isso.

    mas, parabéns pela meia !!! prova de gente grande !!! um abração e muita saúde para todos

    ResponderExcluir
  5. Sempre me deu preguiça de ir ao ABC fazer essa prova :( !! Ano que vem irei.

    Vc vai na Asics ? Abs

    runningbrazil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. A largada desta prova é sem um problema, é muito aglomerado.No mais, foi uma bela prova, meu tênis também saiu bem sujo da prova. Parabéns pelo resultado . Um abraço e bons treinos !!
    Fernando Moura
    www.vivendoavidacorrendo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Amigo Rinaldo !!
    Parabéns aí por mais uma batalha vencida ,
    agora comer salgadinho durante a prova foi dose hein !!!só vc mesmo !!

    Valeu camarada !!

    Romildo

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela prova. ano que vem com certeza eu vou nessa. um abraço...

    http://nerdcorredor.blogspot.com/

    ResponderExcluir