segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Meia Maratona de Revezamento SESC: ótima!

Eu costumo dizer que as melhores provas do calendário acontecem na segunda metade do ano, e aí vai mais uma que já está marcada para os próximos: Meia Maratona de Revezamento SESC que é organizada em São Paulo pela unidade Ipiranga, e que como toda prova da entidade, é garantia de evento de ótima qualidade e preço acessível. Para se ter uma ideia, minha afiliação como comerciário garantiu uma inscrição de modestos R$ 15,00, enquanto que os avulsos pagavam R$ 30,00. Lá pra baixo eu falo mais à respeito.

O calor desértico do sábado na hora de retirar o kit já dava indicações de que não ia ser fácil enfrentar as pirambeiras da região do Ipiranga no sobe e desce com a cabeça torrando no sol. Mas para sorte de todos os corredores, ao final do dia uma chuva “lavou” o calor do dia e deixou o domingo até mesmo nublado na maior parte do tempo. O pouco mormaço que ainda estava no ar nem era do sol que tentava abrir espaço entre as nuvens, mas provavelmente do bafo do dia anterior. Clima sensacional para correr. Sobre o kit, bem simples mas de boa qualidade: camiseta azul marinho, números de peito e sacolinha (eu não sei mais o que fazer com estas sacolinhas...).

Às 08:00 em ponto, após um animado aquecimento realizado pelo pessoal do SESC, foi dada a largada em primeira marcha e tração nas quatro patas. Isto porque você já inicia em uma subida rumo ao Museu do Ipiranga, a qual se estende por quase 1 Km. Se você acredita que dá para sair rasgando logo de cara, também deve acreditar naquela baboseira de “grito de independência”. Após este trecho, diga ao povo que corro.

Para quem já correu as provas Bombeiros da Corpore, Troféu Independência ou Longevidade, sabe que não é um percurso dos mais fáceis, mas dá para encarar. Tem um sobe e desce danado, sendo o único trecho plano a Av. D. Pedro I. Como as equipes de revezamento eram de 2 ou 4 integrantes, o pessoal que iria fazer 10,5 como era o meu caso, enfrentava tudo em dobro. Mesmo assim, não foi cansativo em termos de paisagem, e sim uma forma de saber em que pontos dava para puxar um pouco mais na segunda volta.

Enquanto estava lá no Km 6 me preparando para a subida final do meu trecho, fui identificado pelo corredor Alessandro Guimarães do blog Correndo Que Me Entendo. Conversamos até a área de transição e ele deu prosseguimento em sua preparação para a Maratona de Curitiba. Alessando, foi uma satisfação conhece-lo e sucesso no seu desafio!

O kit pós-prova era composto por medalha, frutas, suco e barrinhas de cereal, infelizmente nada salgado, o que me fez parar no SESC Ipiranga e comer um pão de queijo (que desculpa boba só para saborear esta iguaria da cozinha mineira!), regado a um balde de cappuccino, é claro. Retirada de chip muito organizada no dia da prova, guarda-volumes com divisão por números de peito e ótima área com atividades para quem estava esperando, com massagem, máquina de fotos e outros entretenimentos. Ou seja, um verdadeiro evento de corrida.

Voltando à questão do preço: se por toda esta estrutura paga-se no máximo R$ 30,00, por que eu devo me inscrever em eventos patrocinados por lojas esportivas de shopping centers onde a inscrição custa 4 vezes este valor? Não vou citar diretamente o evento, mas ele acontece nas próximas semanas, e eu achei um absurdo, um valor meramente elitista, que visa separar o “corredor diferenciado” que pode pagar por isto. O SESC mais uma vez está de parabéns pela prova e pela acessibilidade que promoveu nesta edição. Uma pena que eu não vou na Corrida Rústica em 20/11, mas fica aí a dica para quem tem acesso ao SESC Interlagos , uma prova que participei no ano passado e que vale muito a pena.

Ainda não saiu o tempo oficial, mas não estou muito preocupado. Pelo meu relógio, os 10,5 Km foram feitos em 01:09:36, mas eu esqueci de descontar a área de transição da primeira volta. Como meu joelho está “em observação” devido à uma dor que vai e volta, não forcei, especialmente nas descidas. Não é hora de se machucar, com tantas provas legais neste final de ano.



8 comentários:

  1. Poxa o seu relato descreve exatamente o que pensei desta prova , custo barato , não estava inscrito e me interessado pela prova pois não curto muito revezamento (ja tomei varios canos de atletas e acabei dobrando as distancias) ,e retirar kit de prova um dia antes,o transito é de lascar ... Valeu as palavras , achei voce muito gente fina mesmo !!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo prova!! Ótimo tempo, mesmo não querendo forçar por causa do joelho, foi muito bom!!!
    bons treinos
    Fernanda
    http://www.corridafeliz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. E aí Rinaldo, primeira vez por aqui, parabéns pelo blog e pela participação no revezamento. Faz bem maneirar um pouco pela dor no joelho. Boas corridas.

    corridaderuams.blogspot.com (passe por lá tbm !)

    ResponderExcluir
  4. Oi, Rinaldo! A organização do SESC é muito boa mesmo! O preço é sempre acessível. Já cheguei a fazer a prova rústica em Interlagos por R$7,00 nos idos anos 2006... se não me engano. Porém, revezamento não é comigo, a não ser que eu conheça muito bem as pessoas da equipe. Prefiro correr sozinha para não prejudicar a equipe, também! Rsrsrsrs.
    Nesta semana, vou fazer uma prova "elitista" (não me bata, por favor, rsrsrs), mas eu escolho a dedo as provas, não costumo fazer muitas provas por ano, não. Faço as que realmente quero, independente de distância! Parabéns pela participação nesta prova! E vamukivamu!

    ResponderExcluir
  5. Tbem concordo contigo Rinaldo que o segundo semestre contempla as melhores provas do calendário de corridas e olha que são muitas. Aqui em Floripa tbem existe o circuito de minimaratonas do SESC - muito bem organizado.

    Parabéns e bons treinos!!

    Helena C Vidal
    Correndo de bem com a vida
    helenacvidal.blogspot.com
    @correndodebem

    ResponderExcluir
  6. Aqui pelo Paraná também temos provas organizadas pelo SESC. O preço é de apenas 20,00 reais, mas caso você faça a inscrição em até dez dias de antecedencia da prova o preço cai para míseros 10,00 reais e a organização é impecável. Não dá muito pra entender porque em certas provas cobram-se um absurdo e não organizam com qualidade.

    Abraço e parabéns pela prova Rinaldo.
    Espero que se recupere logo desta dor no joelho.


    tutta-BALEIAS/Pr
    www.correndocorridas.blogspot.com

    ResponderExcluir