quinta-feira, 15 de março de 2012

Eu, um completo e inútil sedentário...

Título estranho para um blog de corridas de rua, né? Mas deve ser verdade. Afinal, eu fui recentemente avaliado por um suposto profissional da área de Educação Física e chegou-se a esta conclusão. Também recebi um comentário sensacional de um pateta que nem quis se identificar, dizendo a mesma coisa. Se a revista ao lado existisse, com certeza eu seria capa da primeira edição!

Mas vamos aos fatos, é só isto o que conta, e não a minha opinião.

Situação 1: o exame médico

Todo ano eu aproveito alguma consulta médica regular com o clínico geral e peço para que o mesmo solicite um teste ergométrico e na sequência um atestado, caso esteja tudo bem, liberando para atividades físicas. Isto porque a academia que frequento (e não vou citar nomes, por enquanto) exige na renovação do plano os procedimentos de avaliação médica e física. Ora, meu convênio cobre este exame, então eu aproveito a análise de um médico que acompanha a minha saúde há mais de 20 anos para esta análise também e economizo R$ 75,00 de um exame supostamente feito por algum profissional de saúde que nunca me viu mais gordo (ou mais magro, se é que isto é possível).

Após ter sido submetido a uma série de tratamentos, ou melhor, experiências, com todo tipo de carniceiro tentando curar a minha bronquite que perdurou até a adolescência, este médico acertou em cheio em um tratamento que acabou de uma vez por todas com as insuportáveis crises, que por duas vezes me mandaram para o pronto socorro sem saber se eu sairia de lá na vertical ou na horizontal. Precisei de um guindaste para levantar o queixo do médico ao ver o resultado do ergométrico, feito em laboratório especializado. Ele definiu algo como “muito bem condicionado”, mas o que importava era seu atestado real sobre meu estado de saúde.

Situação 2: a avaliação médica

Mas não tem jeito, a ganância de quem administra estas academias passa dos limites. Mesmo com o atestado e o exame entregues, ainda é necessário pagar R$ 65,00 por uma “avaliação física”, realizada por um suposto profissional experiente da área de Educação Física.

No dia da tal avaliação, apresentei-me no horário indicado, respondi a tal Anamnese, ou seja, as perguntas de sempre (medicamentos, se fuma ou não, dorme direito, se alimenta, etc.) e vamos às babaquices de testes de sempre. No alongamento, o cara só faltou dizer que eu era um bloco de carne que não tinha a mínima elasticidade. Pedalei 3 minutos em um daquelas ergométricas que as pessoas comprar para pendurar roupa ou enfeitar sala de ginástica de prédio, e o sujeito chega a conclusão que eu estou pouco condicionado fisicamente. Fez o teste do adipômetro, mediu minha gordura corporal e só faltou me comparar ao “Jabba” de Star Wars. Curioso, mediu a gordura na minhas pernas e não disse nada... Meu peso? Cara, como é que eu aguento transportar tantos quilos? Enfim, eu não presto para nada mesmo.

Ou melhor, eu não sirvo para enfeitar a porcaria da academia. Não tenho os braços dos lutadores de MMA, ou o abdômen do cachorrão (lobisomem,acho) daquele filme melado dos vampiros. Então, quando uma daquelas beldades da recepção está mostrando a academia para alguém, o melhor que eu faço é me esconder, senão eu estrago a foto. Eu confesso que quando estou na esteira neste momento tenho vontade de dizer “deixa eu descer, prometo que me comporto”, só para desanimar quem está pensando em frequentar o recinto.

Mas você acompanha este blog, e sabe o que eu já enfrentei nas corridas e outros tipos de provas. São, atualmente, 130 medalhas que não me deixam mentir sozinho. Quando o sujeito falou que eu estava “um pouco fraco no condicionamento”, contei que havia corrido 30 Km no domingo anterior. O cara achou que era brincadeira, mas por mim ele pode ir à m...

Pensei em tomar as providências e exigir o reembolso do plano que já havia pago, mesmo que a coisa fosse parar na Justiça. Tal exame é extremamente vexatório! E ainda por cima, te mandam o resultado por e-mail e dizem que vão te policiar a cada dois meses. Experimentem fazer isto, por favor! Como diz meu advogado quando comento estas coisas, “isto dá um processinho legal”.

Situação 3: o comentário no blog

Estranhei ao receber um e-mail dizendo que uma pessoa (ou sei lá o que era, já que veio como “Anônimo”) postou um comentário em uma corrida lá do passado remoto. Olha só o que o idiota escreveu:


O que chama a atenção é que o toupeira nem sequer assinou, como bom covarde que deve ser. Eu deixei um recadinho para ele no post correspondente, assim se ele estiver lendo isto, vai encontrar o caminho e ler o que eu tenho a dizer sobre o seu comentário. Como se isto me atingisse, eu tenho coisas mais importantes para me preocupar, e “tadinho”, ele deve ser um infeliz qualquer que ganha a vida mendigando para patrocinadores, já que a performance dele é tão superior assim.

Concluindo

Em quem você acha que eu devo acreditar?
- No meu médico?
- No idiota da avaliação física, que quer que eu perca 18 quilos? (é isto mesmo, acredite!)
- No tapado que deixou o comentário?
- Nas 130 medalhas?

...Ou nos números de 2011? (eu tenho planilhas, sabe)
- Corrida: 745 Km
- Bike: 969 Km (sem contar spinning)
- Natação: 54 Km
(coloque mais umas 2 sessões de musculação e umas 3 aulas de boxe por mês).

Foi um ano cheio de trabalho, e como eu gostaria que estes números fossem pelo menos o triplo. Porém alguém tem que garantir o isotônico das crianças, então muitas vezes eu priorizo a vida profissional e deixo os treinos para quando dá tempo.

Mesmo assim, aposto com eles o valor do meu plano da academia que a maioria dos seus professores não fez nem perto disso durante o ano. E que o babaca do comentário não é tão bom assim.

Nerd sim, sedentário não!

P.S.: sinta-se livre para comentar e se quiser, deixe um recadinho para o babaca do comentário...



14 comentários:

  1. Rinaldo se o cara da academia te considerou sedentário, imagina o que ele falará de mim.
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sedentário é quem não faz nada, nós somos pessoas ativas, isto é o que importa. Abraço!

      Excluir
  2. Olá Rinaldo, não se importe com o que os outros pensam e dizem sobre você, o que importa de verdade é como você se sente. E se você se sente bem isso é o que importa!

    Seja feliz sempre!

    Abraço,

    http://naocorradacorrida.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Mostra o bairro onde voce mora , Tucuruvi é morro pra cima pra tudo quanto é canto, bem quanto a academia só demonstrou o quanto é mais propaganda do que eficiencia, há males que vem para o bem, eu não sou seu melhor amigo mas fico admirado de encontrá-lo em corridas , correndo de queixo erguido, nunca te vi se arrastando , e que se dane as opinões contrárias, dont worry be happy !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode até não ser meu melhor amigo, mas é meu amigo. Obrigado pelas palavras de incentivo!

      Excluir
  4. Booooooooooom, rsrsr eu só estou andando e comecei a frequentar blogs de corrida, porque é um plano para o meio do ano...
    Mas vc disse tudo, quando se refere a ganância das acadêmias... tenho horror a elas e áqueles professores marombados (desculpe os que são, mas tenho horror mesmo, rsrsr)

    Acho que seu médico sabe bem como vc está... e suas planilhas apontam para um cara determinado...

    Boa sorte nessa academia, se fosse eu saia correndo, rsrsr

    bjus 1000

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A academia é boa, só estas chatices é que torram a paciência. Abraço!

      Excluir
  5. De vez em quando eu recebo uns desses também, Rinaldo. Faça como cavalo na parada de 7 de setembro: c..., ande e siga sendo aplaudido.

    Abraço e boas corridas, pedaladas, braçadas e musculadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Namiuti, são as palavras dos colegas como você que servem de incentivo. Grande abraço!

      Excluir
  6. Você tem que fazer o que disse a FÊ no comentário acima: não se importe para o que pensem ou falem de você. Se você se sente bem fazendo o que faz, é o que importa.
    Você é um guerreiro que tem garra e determinação e que vai lá e faz e não fica rebaixando ou desmotivando ninguém. Pelo contrário, você é motivo de inspiração para muitos.
    Siga firme e de cabeça erguida Rinaldo.
    Não adianta dar ouvidos a estes tipos de comentários não.

    Abraço e sucesso a você.


    tutta/BALEIAS/PR
    www.correndocorridas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amigo Tutta, este é o barato dos nossos blogs, incentivamos e inspiramos uns aos outros.

      Grande abraço!

      Excluir
  7. O cara ganhou o que queria. É o tipo de coisa que nem precisa de comentário, o ostracismo o deixaria fora de prumo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, falta total de espírito esportivo.

      Abraço!

      Excluir