segunda-feira, 25 de março de 2013

Travessia Guarapiranga: por que não fiz isto antes?

Aliás, eu fiz, mas só comecei na 5ª. edição e esta do último domingo foi a 6ª Travessia Guarapiranga. Prova aquática sensacional, se tivesse mais eu iria com certeza. No ano passado ocorreu até mesmo uma segunda etapa durante a Virada Esportiva, mas eu estava ocupado experimentando uma prova de pista e outra vertical e só fiquei sabendo depois.

Esta prova acontece tradicionalmente como comemoração do Dia Internacional da Água (22/03), uma tentativa de conscientizar os humanos de que este não é um recurso inesgotável como se imagina. Para enfatizar, os atletas devem levar no dia da travessia 2 litros de óleo de cozinha para reciclagem, ou seja, são centenas de litros a menos que serão despejados nos mananciais em um único evento! Por que não fazer mais dessas campanhas ao invés de ficar somente se preocupando em enfiar bugigangas nos kits?

E por falar em kit, este era bem interessante, com bela camiseta do evento, toalha e touca de natação. Ah, tudo bem, está escrito “Travessia 2 Km” bem grande, assim você pode dar cabeçadas nas pessoas na piscina da sua academia sem dó... Tudo bem organizado na entrega e direcionamento dos nadadores, além de amplo espaço no local para famílias, equipes e outros acompanhantes.

Às 09:45 um pequeno simpósio técnico explicando as condições da represa, estrutura de caiaques, bombeiros e segurança, além do percurso de cada categoria. Por volta de 10:00 o pessoal da distância de 1 Km largou em direção à primeira boia, mas alguns voltaram devido ao frio que estava dentro d’água. Bravos heróis, não estava fácil mesmo, depois de uma semana de frente fria e sem sol na maior parte do tempo, aquele volume todo de água não poderia estar de outro jeito.

Terminada a primeira prova, o pessoal dos 2 Km se posicionou para a largada às 11:00, porém afoitos para o início, devido à temperatura da água. Não cheguei a presenciar, mas sei que alguns também voltaram pelo mesmo motivo da outra turma. Como estava com a roupa de borracha, ou o “Rubber Man” como eu a chamo, não senti nada de frio. E a cabeça? Outro truque do triatlo: duas toucas, uma mais grossa e a do evento por cima.

E dá-lhe braços e pernas, mesmo sem correnteza, nadar em águas abertas é muito diferente de piscina. Começa por não se ter noção alguma de fundo ou ver “bordas”, apenas as boias de percurso. A sensação na largada é como estar em uma máquina de lavar roupa, não precisa muito para um pezinho desavisado ou uma mão boba te acertar, então toda atenção é pouca. Depois do estouro de boiada inicial, cada um toma seu caminho e vai embora.

Fui no meu ritmo e aproveitei o percurso, tendo somente um pouco de correnteza ao final quando abri demais a curva das boias e precisei corrigir o curso, mas ao final um tempo que não esperava: 32:02. Não é dos melhores, não ganhei troféu ou medalha especial, mas dada a situação de temperatura da água, mais o cansaço da Night Run na noite anterior, foi melhor do que eu pensava. Os organizadores estavam no portal de saída e te estendiam a mão com os parabéns. A medalha, além de muito bonita, é colocada no seu pescoço (e não entregue junto com o saquinho de doces e frutas como nas corridas).

A pergunta do título fica tanto para mim quanto para você. aprendi a nadar quando era criança, começava e parava a natação por motivos diversos, apesar de aconselhamento médico para tentar curar minha bronquite. Voltei a nadar faz alguns poucos anos, após ter feito o Fast Triathlon e desde lá nunca parei. Agora bate um pouco de arrependimento por não ter voltado mais cedo, mas as águas estão aí, então não pretendo parar mais.

E para o leitor: se você não é atleta profissional ou tem metas ousadas, treine e experimente outros esportes. Você e seu corpo desligam um pouco dos mesmos movimentos, ganha-se um condicionamento diferente e a sensação de conquista é além do esperado.

12 comentários:

  1. Tenho a maior inveja (saudável) de participar destas provas , os meus ombros não aguentam tantas braçadas (se deslocam) acho isto um complemento maravilhoso para as corridas, Parabens Rinaldo grande repeteco !!! Largar as 11:00 não dá uma fome !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente o esforço é grande, mesmo indo na boa o movimento é bem repetitivo e cansa. Concordo que o horário é meio tarde, mas muitas equipes vem de outras cidades do Litoral, então até justifica (mas lá tem lanchonete...)

      Abraço!

      Excluir
    2. Cara vc vai esse ano 2014 é agora 1º de maio!!!

      Excluir
    3. Sim, após contato com a organização, descobri a alteração de datas...

      Excluir
    4. mudaram pra outubro/2014... fiquei tristão... ;(

      Excluir
    5. Minha paciência com esta organização chegou ao limite, já estou exigindo o reembolso do valor pago. Ou vão se entender com a lei, ô se vão!

      Excluir
  2. Puts ... meu amigo ... que pena que perdi essa travessia seria minha PRIMEIRA vez ... kkk
    Mas fiquei na mão por conta da HEROCROSS ... só corri a Night Run ... até que achei bacana a organização ... já vi muito piores !!!

    Parabéns E Sucesso Sempre !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma prova muito legal, mas tenho certeza que vai ter mais, a organização é muito boa. Uma pena o que aconteceu com o Hero Cross, especialmente para quem teve que escolher qual evento participar, como foi o seu caso.

      Com certeza a gente se vê nas próximas!

      Abraço!

      Excluir
  3. Nossa, muito legal ! Parabéns.

    ResponderExcluir
  4. Quem vai esse ano? (2014) \o/ 1º maio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estarei lá, apesar da bobagem da organização em não comunicar oficialmente os participantes.

      Bons treinos!

      Excluir