segunda-feira, 4 de março de 2013

Cobertura: W Run, corrida perfumada!

Ainda na contagem regressiva para a primeira corrida do ano, fui realizar a cobertura blogística (já que dizem que blog não é impressa...) da W Run Etapa São Paulo, corrida exclusiva para mulheres, que aconteceu neste último domingo. Em parceria com o organizador Iguana Sports, que gentilmente nos cedeu uma inscrição, acompanhei de perto como é um evento totalmente dedicado a “elas”, onde “eles” são convidados a ficar apenas a prestigiar (e tirar fotos, muitas fotos).

A entrega de kits ocorreu na véspera e no mesmo local da prova, o Jockey Club de São Paulo próximo à Cidade Universitária.
Embalado em uma neceser, utensílio que elas adoram, camiseta, alguns mimos estéticos, número de peito e chip descartável. Tudo bem organizado e rápido, bastava esperar pelo dia seguinte, onde o calor prometia.

No dia da prova, tudo bem calmo no trânsito de São Paulo, foi possível cruzar a cidade em menos de meia hora, mas ao chegar ao local, os malditos “flanelinhas” ou “guardadores de carros” já disputavam cada centímetro das ruas que não lhes pertencem para conseguir extorquir dinheiro das corredoras. Sou absolutamente contra dar dinheiro na mão de um sujeito que vai sumir assim que você atravessar a rua, e se não der, bom você já sabe, vai ganhar uma arte rupestre na lataria do carro.

Resolvido o problema “escondendo” o carro um pouco mais adiante, fomos até a área do evento, muito bem organizada e com vários atrativos para a mulherada. Tendas de massagens, aquecimento, área vip e um guarda volumes bem bolado nas próprias
arquibancadas. A largada estava prevista para 07:30 e mesmo com o grande número de atletas, aconteceu no horário. O calor já não dava sossego nesta hora da manhã, mas elas partiram mesmo assim.

Percursos de 4 Km e 8 Km na avenida em frente ao Jockey, sendo que o maior acontecia em duas voltas, totalmente planas. E elas não fizeram feio, a grande maioria foi lá para correr, vi poucas caminhantes, que já ficaram para trás logo após a largada. Eu e mais uma porção de maridos, namorados, grudes e afins aguardávamos a passada dos entes queridos no canteiro central da avenida, tirando fotos, mostrando a mamãe para os filhinhos e até para os cachorros. Comportadas, concentradas (é claro,
algumas falando bastante como sempre), não estavam nem aí pra gente. Mesmo o homem sendo a espécie em extinção no local, não vi nenhuma mandar um “ô lá em casa!” para os moçoilos, muito menos para mim, é claro.

Dada a simplicidade do percurso foi fácil registrar vários momentos sem precisar me locomover tanto. As fotos estão aí abaixo, se você saiu em alguma e quiser em resolução maior, manda um e-mail e eu te encaminho (não esquece de dizer qual foto, é claro).



Boa área de dispersão após a prova, medalha, Gatorade e toda a infraestrutura da arena à disposição das corredoras. Olhando de fora, coisa que não é comum para mim, achei a organização muito boa e eficiente. Esta opinião foi confirmada pelas corredoras, que pareciam ter aproveitado bastante o evento reservado a elas. Fica a sugestão de solicitar ao Jockey a abertura do estacionamento nestes eventos (para impedir estas pragas de flanelinhas de agir em bando) e uma área de largada mais ampla, pois o funil era grande para a quantidade de corredoras.

E como não tem corrida só para homens (que frescura seria!), agora elas estão em vantagem para as próximas provas mistas.

Parabéns, meninas!

Epa, quem são estes marmanjos infiltrados?

Como não poderia deixar de ser, encontrei os amigos de corrida que lá estavam para prestigiar o evento: O Leonardo do Pisando Por Aí e o Alessandro do Correndo Que Me Entendo, ilustre morador aqui da região. E é claro, uma foto para registrar o momento (com tanta moça bonita ao redor, e eles resolvem tirar uma foto juntos... vai entender...). Como sempre foi uma satisfação revê-los!

Agradecimentos ao pessoal da Iguana Sports que nos forneceu a inscrição cortesia!

8 comentários:

  1. Oi, Rinaldo.
    Gostei da sua cobertura jornalística, principalmente por se tratar da visão de um espectador, afinal a prova era só delas. ;)
    Os eventos femininos estão ganhando força e muitas adeptas. Bacana para divulgar o esporte e a qualidade de vida.
    Forte abraço e bons treinos.

    Helena
    @correndodebem
    correndodebemcomavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Helena! Poucas vezes eu fui em corrida só para assistir, acho que vou começar a ver os eventos quando não tiver nada planejado, foi uma boa experiência.

      Bons treinos!

      Excluir
  2. Maravilha, amigo, este Circuito é tudo de bom, adooooro ! Beijo e bons treinos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou começando a ficar com inveja de vocês por terem uma prova exclusiva. Pensando bem, deixa pra lá, ia ser muito chato um monte de homem correndo junto.

      Bons treinos!

      Excluir
  3. Foi um prazer te encontrar por lá !!

    Apesar que com tanta mulher lá, ainda tirei foto com homens kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Vamos que Vamos !!!

    Ainda teremos algumas Athenas, Enrgizer, Golden Four pela frente !!

    Forte Abraço

    Léo

    www.pisandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Leo! Muito bom reencontrar os colegas nestas corridas, que aconteça sempre!

      Abraço!

      Excluir
  4. Olá Rinaldo!
    Minha primeira corrida de rua foi a Nike 10k em novembro de 2006. Eu não sou muito fã de corridas exclusivamente femininas, corri Circuito Vênus em 2008 e essa WRun. O clima de alegria das corridas sempre me agradou, mas acredita que durante o percurso da WRun eu vi dois grupos de mulheres discutindo e se agredindo verbalmente, provavelmente por um grupo querer ultrapassar o outro e ter reclamado das "lerdas" que estavam empatando a passagem?!?? Eu acho que as mulheres não tem o espírito esportivo aflorado, elas são competitivas e vingativas.
    E sobre o problema dos flanelinhas, eu resolvi indo até o local das corridas de bike! Se não há um bicicletário exclusivo, sempre sou bem recebida para prender minha bike nas grades dos guarda-volumes, além de favorecer meu desempenho pelo aquecimento prévio da pedalada!
    Gosto muito do seu blog! Parabéns pelo trabalho!
    Grande abraço da DD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amiga,

      Obrigado pela visita ao blog!

      Bom, independente de corridas mistas ou femininas, eu também já presenciei algumas pessoas se comportando mal. A bicicleta é um ótimo recurso para ir à corridas, mas dependendo da distância torna-se inviável (eu por exemplo, moro no outro extremo na cidade, Zona Norte) e como você disse, seria interessante ter bicicletários nas provas.

      Bons treinos!

      Excluir