quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Corrida Coop Mexa-se: crescendo

O nome é meio grande para caber no título do post, então só para esclarecer, o assunto é o 7º Encontro COOP de Corrida e Caminhada Mexa-se, organizada pela Corpore e que reuniu 8.500 corredores na cidade de Santo André neste último domingo. Pode até parecer um número normal para as corridas, mas se analisarmos a situação, temos muitas provas nesta época do ano, o que divide bastante o público. Sem contar que estamos falando de uma cidade vizinha à metrópole, ou seja, o acesso pode ser um pouco complicado para os corredores.

Eu continuo um grande fã das corridas da Corpore, não tenho participado de muitas devido ao valor das inscrições que estão um pouco caras, mas esta ficou na casa dos R$ 45,00, um preço justo pela estrutura e kit de participação. Além dos itens tradicionais de um kit, o corredor ainda ganhava boné, garrafa dobrável e mais uma porção de produtos da cooperativa que patrocina a corrida, além de uma bela medalha ao final.

Apesar da quantidade expressiva de participantes, a corrida de 10 Km começou pontualmente às 08:00, estando prevista para as 08:40 a largada para os 5 Km e caminhada. Mas, como não poderia deixar de
ser, tem gente que não sabe seu lugar (e seu tempo) no mundo e largou no meio dos corredores para caminhar. Eu já disse isto aqui milhões de vezes e vou dizer até que seja levado a sério: cabe ao organizador orientar e se preciso até mesmo tirar estas pessoas do meio dos corredores, pois além de ser desagradável, pode ser perigoso. Quer largar junto, ótimo, mas largue no fundo do pelotão. Qual o sentido de largar lá na frente se vai caminhar?

O percurso é desafiador, começa com uma reta cheia de subidas e descidas, vai e vem, ou seja, tudo que desce vai ter que subir e vice-versa. Depois passamos novamente pela área de largada, onde o pessoal dos 5 Km e caminhada já aguardava no viaduto... e mais um pouco de reta com subidas, descidas e algumas passagens sob vias elevadas. Boa hidratação, mas faltou um posto melhor posicionado entre os Kms 4 e 8, ouvi alguns dizendo “água? água!” e então percebi que realmente não estava bem distribuído no trecho.

Mas que "saco"!?

Não tem jeito, algumas coisas a gente precisa apontar. Não é só crítica, mas alerta para que não se repita. No percurso de 5 Km os corredores e caminhantes precisavam cruzar de um lado para outro o viaduto, passando sobre a guia. Achei o improviso muito perigoso, gente desastrada como eu poderia enfiar o pé entre dois sacos de areia e lá se vai a corrida e quem sabe até as próximas. A melhor solução continua sendo a "rampa" de metal ou madeira.

Por outro lado, um espaço bacana para a criançada!

Papai vai correr 10 Km, a mamãe 5 Km e quem fica com os pimpolhos? Claro, a vovó, mas como controlar os impulsos da garotada é tão fácil quanto correr uma maratona, nada melhor do que deixá-los botar a casa abaixo em um espaço kids bem bolado. Boa sacada poderia ter em mais corridas!

Posso dizer que a prova foi muito boa, mas o que deixou o cidadão aqui p... da vida foi o fato de ver muitos pipocas recebendo kit pós-prova, igual ao pessoal que pagou inscrição. Na pesquisa de satisfação enviada pela Corpore no dia seguinte ao evento, deixei claro que se é este o controle, da próxima vez não pago inscrição (você sabe que isto não é verdade, sou anti-pipoca, mas não conte a eles, ok?). Aliás, um ponto muito positivo das provas da Corpore é esta pesquisa de satisfação enviada após a corrida, coisa que não é comum nas organizações.

Um detalhe que não depende do organizador mas que poderia ser analisado é a questão do estacionamento, ou a total inexistência deste. A região é boa para estacionar, mas empesteada de guardadores de carros, os “flanelinhas”, que ficam extorquindo dinheiro de quem para o carro na rua. A região está cheia de estacionamentos, todos fechados no domingo, que tal conversar com estes donos dos estabelecimentos e sugerir um ganho extra no dia da prova?

Com certeza recomendo esta prova, vale a “viagem” caso você não seja da região. Boa organização, preço razoável e percurso interessante. Pequenas falhas ocorrem, mas nada que não possa ser melhorado nas próximas edições.

Ah, meu tempo: 59:01... ops, outra pequena melhoria no recorde pessoal...

(Mas da onde vem estes recordes? Por que só agora, depois de quase 8 anos de corrida? Em breve eu coloco um post explicando um pouco melhor...)

8 comentários:

  1. Grande Rinaldo, ótimo post show de bola !!!!
    Primeiro parabéns pela melhora no tempo, e concordo contigo, na prova Caminho da Paz realizada pela Corpore também no domingo, eu fiquei um pouco para tras, mas não vi caminhantes no fundão, os caminhantes largaram quase todos na frente, imagina quantos blocos se formaram, tinha mais corredores nas calçadas em determinado momento do que na rua.

    Forte Abraço

    Léo

    www.pisandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí Leo, pensei que ia te ver lá na corrida!

      Eu sempre digo que a primeira prova que participei foi uma caminhada, daí tomei gosto pelo esporte. Por isso mesmo acho muito legal as provas ainda abrirem espaço para os caminhantes, mas cabe ao organizador orientar, contar com o bom senso das pessoas não é uma boa ideia.

      Abraço e até as próximas!

      Excluir
  2. Isto de proporcionar para todo tipo de público é maravilhoso, família, criançada, caminhada, corrida !!! Legal teu post, amigo. Beijo e bons treinos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, com certeza, mas precisa de responsabilidade para dividir as pessoas, é muito chato ver os corredores quase atropelando os caminhantes. E tem lugar para todos, basta ajeitar o espaço.

      Boas corridas!

      Excluir
  3. Passei por voce e fiz um sinal de posistivo, quando a prova estar com vários caminhantes a solução é simples, na prova do Sesi-SP os caminhantes e corredores de 5 km largaram 45 antes dos corredores de 10 km. Simples né.
    Não se foi essa facilidade de largada que eu fiz meu melhor tempo em 10km (59:00).
    Tinha muiiiiiito pipoca mesmo.
    Quanto a pesquisa da Corpore, coloquei la que quando solicitam policiamento, este não é para ficar vigiando os corredores e sim rondar nos arredores da prova onde estão os flanelinhas.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas é claro que eu lembro de você passando, é sempre bom revê-lo nas corridas!

      Pois é, a solução é simples, basta direcionar e todo mundo aproveita o evento. Quantos aos pipocas, o jeito é filtrar na chegada, quer usar a rua usa, mas não leva kit.

      Parabéns pelo recorde pessoal e a gente se vê nas próximas!

      Excluir
  4. Parabéns pela melhoria no recorde pessoal.
    Grande abraço e sucesso sempre.

    PS: me desculpe pelo sumiço do seu blog neste ano de 2013, ok Rinaldo? Casei e abandonei até o meu blog. hehe
    Mais para 2014 volto a normalidade. Assim espero. rsrs

    Vou pra São Silvestre de novo. Você vai desta vez? Acho que não né? hehe
    Abraço.


    tutta/Baleias-PR
    www.correndocorridas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Tutta! Parabéns pelo casamento e espero que ainda esteja correndo! Sei como é o tempo, ou a falta dele no caso, também preciso ler o seu blog e o dos colegas.

      Não vou na prova do dia 31/12, mas quando estiver aqui não esqueça de avisar!

      Abraço e boa sorte!

      Excluir