segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Desafio 24 horas das Capitais: show!

Existem situações na vida do corredor em que não dá para perder um evento, muitas vezes não só pela grandiosidade, mas pela oportunidade de conhecer os verdadeiros super-heróis do nosso esporte. E no último sábado, pousou em São Paulo o ultramaratonista Carlos Dias, que em seu Desafio 24 horas percorreu diversas capitais do Brasil levando a corrida aos extremos do país e do corpo humano. Muita gente mal aguenta uma sessãozinha de esteira, e o cara se propõe a correr 24 horas seguidas diversas vezes no mesmo ano!

A convite da D'Elia Sports Consulting e da Skechers, marca de tênis que patrocina o atleta, fui conferir o evento no sábado pela manhã, que em São Paulo aconteceu na academia Bodytech do Shopping Eldorado. Cheguei quase na hora de início, onde um
emocionado Carlos Dias discursava para o público momentos antes de subir na esteira e partir para o desafio. Ao seu redor, uma pequena tropa de corredores uniformizados com a camiseta amarela do evento também acionava os motores e buscava seus próprios desafios.

Quando a poeira abaixou fui cumprimentar nosso herói em sua esteira e parabeniza-lo pela conquista.
Que pessoa incrível, perguntou meu nome e agradeceu minha presença (caramba, era eu que tinha que agradecer por estar ali!). Tiramos uma foto e fui arranjar um cantinho, quer dizer, esteira para acompanha-lo na jornada. E eu ia deixar de correr ao lado de um cara desses? Não é todo dia que se tem a oportunidade de conhecer gente assim, que trata o esporte como superação e não como fonte de renda e promoção pessoal apenas.


Indiquei para o pessoal da organização que iria correr uns 30 minutos, o que foi mais ou menos isso que gastei
para fazer meus 5 Km no equipamento. Uso esteiras toda semana, afinal, correr na rua não dá durante os dias de trabalho, mas confesso que foi a primeira vez que senti uma vontadezinha de ficar “mais 5 minutinhos”. Afinal, não só pela companhia dos outros corredores, mas que equipamento incrível! Não dava, ainda tinha que buscar o kit do EcoDuathlon (relato em breve) no dia seguinte, então o jeito foi encerrar ali e apreciar um pouco mais o evento.

Vale contar aqui também que antes de correr com nosso herói, fiz um check-up rápido na estrutura montada pelo Hospital Samaritano, onde um equipamento de última geração mostrou números que naturalmente não me agradaram em nada. Para quem não me conhece, poderia até parecer improvável que a criatura que gerou aquelas medidas já completou 8 maratonas e mais de 160 corridas e outras doideiras, mas a precisão da máquina não mente. Conversei com uma nutricionista logo na sequência, onde informações valiosas foram passadas sobre alimentação e estilo de vida, quem sabe para que no próximo encontro com a máquina os número estejam mais do meu agrado.


Ainda falando da iniciativa de nosso ultramaratonista, ações conjuntas com a GRAACC e o McDia Feliz proporcionaram neste evento uma arrecadação de fundos para campanhas sociais. E aí você diz: quanto atleta não poderia fazer o mesmo e mudar um pouco o quadro de instituições sérias e ajudar outras pessoas? Ainda bem que temos o Carlos Dias, e isto já faz a diferença para muita gente!


Parabéns ao Carlos pela conquista e atitude, aqui fica também registrado o meu agradecimento aos patrocinadores pelo convite, em especial à Fernanada da XComunicação. Foi realmente um daqueles momentos imperdíveis e que entram para a estória não só deste corredor mas de todos que gostam deste esporte incrível que é a corrida.

6 comentários:

  1. Que legal a oportunidade de alem de presenciar um evento desse poder fazer parte, conhecendo o atleta e correndo com ele hein. Parabéns Rinaldo, espero que esses eventos por uma boa causa sempre sejam um sucesso e que outros atletas tenham iniciativas semelhantes, quanto aos números referentes a tua saúde é importante um acompanhamento e espero que na próxima fique mais feliz com o que essa máquina mostrar.
    Beijos
    bons Km´s
    Ju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente uma oportunidade e tanto, seria legal que outros atletas motivassem as pessoas a fazer atividade física e colaborar com entidades assistenciais.

      Quanto à máquina... quem sabe da próxima vez ela tenha número mais legais para mostrar, vou continuar meu monitoramento.

      Bons treinos!

      Excluir
  2. Parabéns, amigo. Por aqui teve somente solo, nada de revezamentos ... Foi bem legal, também, fui prestigiar alguns amigos. Meu carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ser pauleira correr 24 horas sozinho, qualquer dia ainda vou tentar. Mas desta vez já valeu a pena pela companhia do ultramaratonista e dos corredores.

      Boas corridas!

      Excluir
  3. Fala Rinaldo, tudo bem?

    Gostou da academia Bodytech? Descobriu a minha "base secreta" de treinos (risos). Estou lá há 3 anos. Fiquei sabendo desse evento das 24 horas muito em cima da hora, infelizmente, acabei não indo.

    Abraços e bons treinos

    Daniel Gonçalves
    www.fanaticospormaratonas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Academia impressionante, se não fosse tão fora do meu caminho, eu até mudava para lá!

      O desafio foi ótimo, só não pude acompanhar até o final, mas valeu a pena participar.

      Abraço e boas corridas!

      Excluir